Nota Oficial

O Governo do Estado do Acre, coerente com os princípios que orientam uma gestão democrática, participativa e transparente, procurou negociar e contribuir com uma solução razoável para a greve que mantém parte das escolas estaduais sem aulas, prejudicando o ano letivo de muitos alunos.

 Infelizmente, todas as iniciativas e concessões do Governo em favor do entendimento têm tido seus propósitos desviados pelo Comando de Greve, que assim protela qualquer solução, estende a greve e arrisca criar na sociedade a sensação de um tensionamento entre os trabalhadores da Educação e o Governo, o que é rigorosamente inexistente.

É importante ressaltar que as muitas conquistas da Educação nos últimos anos foram construídas no ambiente de trabalho, com total participação da comunidade escolar.

Foi esse esforço coletivo que produziu um avançado Plano de Carreira e Remuneração, um programa de valorização profissional que garante formação superior para todos os professores, a construção de uma rede escolar moderna e propícia ao ensino e ao aprendizado. Para resumir tantas conquista, anote-se que o Acre não é um estado rico, mas paga aos seus professores o terceiro melhor salário do Brasil.

O Governo do Estado não pode permitir que os avanços na Educação sejam usados como justificativa para a defesa de concessões irresponsáveis, fora das reais possibilidades dos cofres públicos e, ainda mais, embaladas pelo clima de um ano eleitoral.

Não podemos esquecer que o Acre é um estado pobre e que tudo que temos construído é fruto de muito trabalho, de respeito às comunidades e de zelo com os recursos públicos.

 Portanto, em respeito à vontade da comunidade escolar, traduzida pelo gesto de pais, alunos e da maioria dos trabalhadores da Educação, que mantém a maioria das escolas funcionando, o Governo do Estado resolve suspender toda e qualquer negociação até que a greve seja finalizada e as aulas retomadas em todas as escolas.

 Finalmente, o Governo do Estado apela ao bom senso dos operadores da greve, solicitando o retorno às aulas e a continuidade da construção das conquistas da Educação no trabalho dentro das escolas.

                                                                                                                                                                 Rio Branco, 11 de maio de 2010

Governo do Estado do Acre

Assuntos desta notícia


Join the Conversation