Prefeitura lança Projovem Adolescente

O prefeito Raimundo Angelim participou na manhã de ontem, 11, do lançamento do Projovem Adolescente, programa realizado pela prefeitura de Rio Branco por meio da Secretaria de Cidadania e Assistência Social (Semcas) em parceria com o Governo Federal. O programa tem como prioridade a inclusão social e a formação integral dos jovens junto à sociedade.
Projovem
O Projovem Adolescente tem como meta atender 1,3 mil jovens em Rio Branco, tendo como público alvo, beneficiá-rios do Programa Bolsa Família e jovens que são encaminhados pelo Programa de Proteção Social Especial, com idade entre 15 e 17 anos, que estejam matriculados e freqüentando regularmente as aulas. 

A prefeitura já atende, desde o início do ano, 700 jovens em 25 coletivos que funcionam em diversos bairros da cidade em parceria com organizações não governamentais, igrejas, centros comunitários e associações de moradores.

Segundo a secretária municipal de Cidadania e Assistência Social, Estefânia Pontes, o Projovem faz parte de uma ação de governo voltada para o fortalecimento das ações em apoio à juventude e do cumprimento das medidas socioeducativas e beneficiamento dos adolescentes oriundos do programa Bolsa Família.

“Nós trabalhamos vários eixos e conteúdos na formação desses adolescentes, que devem cumprir carga horária de 360h durante dois anos. Nesse perío-do, ele participa de atividades voltadas para convivência familiar e comunitária, participação cidadã, cultura, mundo do trabalho, esporte e lazer”, destaca a secretária.

O prefeito Raimundo Angelim destacou a importância do programa na formação dos adolescentes da Capital no processo complementar a proteção social básica, criando mecanismos para garantir a convivência familiar e comunitária e criando condições para a inserção, reinserção e permanência do jovem no sistema educacional.

“Nós já contamos com 700 adolescentes no programa e que participam de atividades constituídas por encontros e oficinas desenvolvidos em horários compatíveis com a frequência à escola”, destacou Angelim.

Na mesma solenidade, Angelim participou da inauguração da Casa do Adolescente que passa a funcionar no antigo Centro de Referência de Assistência Social (Cras), na Bahia Velha.  O  prefeito destacou, durante a inauguração do espaço, onde também funcionará a sede do Projovem, a importância do local para as políticas sociais do Estado e do município.

“Foi aqui que iniciamos, eu, a Marina (senadora Marina Silva) e o companheiro Jorge (Jorge Viana, ex-governador do Acre), o adjunto da solidariedade, atendendo na primeira fase mais de mil famílias. Hoje esses programas sociais foram ampliados”, explicou Angelim.

Na Casa do Adolescente, além da sede do Projovem, também funcionará o programa de prestação de serviços à comunidade (PSC). O serviço está inserido na média complexidade da proteção social especial e tem como finalidade prover atenção socioassistencial e acompanhamento a adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socieducativas em meio aberto pela Justiça.

Como funciona
Os jovens são organizados em grupos de 15 a 30 integrantes, denominados coletivos, sob a responsabilidade de um orientador social. O serviço poderá ser ofertado no Centro de Referência de Assistência So-cial (Cras) ou deverá estar a ele referenciado. O técnico de referência do Cras é responsável por assessorar o orientador social e por realizar o acompanhamento das famílias dos jovens do Projovem Adolescente por meio do Programa de Atenção Integral à Família (PAIF). (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation