Pular para o conteúdo

Prefeitura reafirma parceria com IBGE para o Senso 2010

A comissão Estadual de Geografia e Estatística do IBGE no Acre realizou na tarde de quinta-feira uma reunião junto à equipe de planejamento da Prefeitura de Rio Branco para tratar da realização do Censo 2010 na Capital. Entre os pontos de debate para o encontro estavam o processo seletivo dos agentes, estudo do mapa da cidade e a pré-coleta que é a última etapa antes da realização da pesquisa estatística.

Na oportunidade os novos agentes foram apresentados à comissão e conheceram o plano de ação para a edição 2010 da pesquisa. O encontro também contou com a presença do presidente da Comissão Estadual de Geografia e Estatística do IBGE no Acre, Marco Esteves, coordenadora operacional do Censo, Célia Brandão, coordenador nacional de planejamento do Censo, secretários municipais, membros de sindicatos e outros.

Segundo Marcos Esteves, o encontro é de fundamental importância para o bom desempenho e realização do processo de pesquisa estatística que pode beneficiar o município. “Com isso garantimos a transparência no processo, os parceiros conhecem toda a operacionalidade e podem ajudar com sugestões de melhorias e com trabalho”, pontua.

O coordenador nacional, Alceu Vanzella, fala da necessidade da reunião de preparação do processo para que as estáticas sejam precisas de forma a trazer benefício para a sociedade. “É importante que os novos agentes conheçam a comissão e vice-versa, pois são eles que irão executar as ações e apresentarão a fotografia estatística da cidade. É importante que eles conheçam todo o processo para garantir qualidade do trabalho”, afirma.

De acordo com o prefeito, Raimundo Angelim, a equipe municipal está à disposição da comissão para ajudar no que for necessário para garantir a boa execução das pesquisas que já são realizadas com seriedade pela equipe da comissão de estatística na Capital.

“Temos uma parceria forte com o IBGE e vamos ajudar no que for preciso, para que o processo seja realizado da melhor maneira. Pois essa pesquisa é importante para o município. Ano passado em virtude de alguns erros Rio Branco perdeu R$ 8 milhões em recurso. Tenho interesse em ajudar o IBGE a realizar esse trabalho que já é muito bem elaborado e executado, porém a Amazônia tem suas particularidades é aí que vamos atuar”, destaca. (Ascom PMRB)