Produção e venda de tijolos devem crescer quase 50% com a chegada do ‘verão’

Com o fim do período de chuvas, as cerâmicas esperam um crescimento de 50% no mercado de Rio Branco. A boa expectativa é causada pelo retorno de grandes investimentos na Construção Civil e, por conseguinte, na procura pelos tijolos da cidade. Como as olarias ficam positivas em relação ao ‘verão’, outra tendência é que também aumentem a produção, já que esta é resultado direto da quantidade de procura (relação lógica de oferta e demanda). Assim, o mercado deve dar um salto durante os próximos meses.

De acordo com Aristides Formighieri Jr, presidente do Sindoac (Sindicato da Indústria de Olaria do Acre), vale ressaltar que o acréscimo no setor não significa que a produção foi baixa entre outubro de 2009 até este mês. Ao contrário, o último ‘inverno’ registrou um dos melhores movimentos nas olarias durante o período, o que as deixam mais positivas ainda para este ‘verão’. 

“A produção e vendas foram balanceadas no inverno, com um leve decréscimo em relação à estiagem. No entanto, com a vinda deste novo verão, a tendência é que haja uma recuperação bem rápida e o setor cresça mais do que em anos anteriores”, destacou o presidente do Sindoac.

Ainda conforme Aristides Formighieri Jr, a boa expectativa é causada tanto pelo aumento na demanda do setor público (obras nos prédios estaduais, nos projetos do PAC II e para programas habitacionais), quanto do privado (pessoas que esperam o verão para construir ou reformar). Atualmente, Rio Branco possui cerca de 15 olarias (9 formais e 6 informais). .

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation