Xangai se apresenta hoje em Rio Branco

As cantorias do cantor e compositor Xangai estarão no palco do teatro Plácido de Castro, às 21h, de hoje. O cantor e compositor se apresenta logo após o pré-show do cantor Álamo Kário. Com o show “Cantorias”, Xangai promete levar o público a uma viagem musical de grandes canções que marcam seu sucesso.

Considerando um dos grandes nomes da música brasileira, o cantor retorna ao Acre depois de quase 20 anos, quando esteve em Rio Branco para fazer show. “Um feliz reencontro” é como ele classifica o retorno. O show é realização da MegaTom Produções, com apoio cultural da Rádio Aldeia e Hotel Imperador Galvez, Fundação de Cultural Elias Mansour. Esse é o primeiro do que promete ser uma  série de eventos que pretendem trazer aos palcos acreanos nomes da música popular brasileira, e sempre com espaço para uma atração local.

 “O Acre é um lugar onde a cultura também prioridade. Tenho uma relação muito forte com o Estado, aqui cultivei boas amizades. Realizo shows por todo o país, por isso, também priorizei inserir o Acre nesse circuito, que é um lugar pelo qual tenho imenso carinho”, comenta Fernando Palhares, sócio de MegaTom.

Um dos grandes parceiros em incentivar a produção local, colocando uma atração do Estado em shows com grandes nomes da música brasileira, é a Rádio Aldeia. “É muito bom receber grandes nomes da música brasileira, como Xangai, recentemente tivemos também Vander Lee”, comenta o diretor da rádio.

Mais do artista – Eugênio Avelino, popularmente conhecido como Xangai, é baiano.

Apontado por muitos como um aglutinador de linguagens do sertão, em 1976, gravou seu primeiro disco, pela CBS, “Acontecimento”, que apresentou como destaque as composições “Asa Branca”, o clássico de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, “Forró de Surubim”, “Marcha-rancho” e “Esta mata serenou”, entre outras.

Em 1980, lançou, em conjunto com o primo Elomar, Arthur Moreira Lima e outros, o disco “Parceria malunga”, pelo selo Marcus Pereira. Em 1984 apresentou show no Teatro Castro Alves, em Salvador, acompanhado de Elomar, Geraldo Azevedo e Vital Farias. Do show nasceu o disco ao vivo “Cantoria 1”, lançado pela Kuarup, no qual interpretou “Desafio do auto da catingueira”, de Elomar, “Novena”, de Geraldo Azevedo e Marcus Vinícius, que cantou juntamente com Geraldo e Vital, “Cantiga do boi incantado”, de Elomar, e “Kukukaya”, de Cátia de França. No ano seguinte, com o mesmo grupo, foi lançado o disco “Cantoria 2”.
Em 1985, recebeu o prêmio Chiquinha Gonzaga.   

Seu primeiro DVD “Estampas Eucalol”, lançado em 2006, trás uma cantoria de 78 minutos gravada ao vivo no Rio de Janeiro, e uma entrevista de 55 minutos feita em Salvador e ilustrada com depoimentos e números musicais, contando também com participação especial de Elomar (uma de suas raríssimas aparições em video).
Serviço- Show: Canto-rias, com Xangai. Pré-show: Álamo Kário. Local: Teatro Plácido de Castro. Hora: 21 horas. Ingresso: R$ 30, estudante R$ 15, no Teatrão.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation