Justiça solta fiscal que matou ex-namorada

O fiscal sanitário André Raimundo da Costa Júnior, 41, acusado de matar a ex-namorada, Ely Felipe de Souza, com um tiro na cabeça, no dia 7 de março deste ano, foi colocado em liberdade por ordem do juiz substituto da Vara do Tribunal do Júri de Rio Branco, Gustavo Sirena. A partir de agora, André passa a acompanhar o processo em liberdade, sob compromisso de comparecer a todos os atos processuais para os quais for convocado.
Fiscal-andre
Apesar da gravidade do crime, o magistrado entendeu que André Raimundo faz jus ao benefício da liberdade provisória, solicitada pela Defensoria Pública do Estado. O mesmo entendimento teve o Ministério Público Estadual, que se manifestou favorável ao relaxamento da prisão.

“[…] colho dos autos que o representado dispõe de condições pessoais subjetivas favoráveis, não se podendo presumir, em prejuízo do requerente e sem qualquer elemento informativo seguro, que, uma vez em liberdade, venha a incur-sionar novamente pela seara do crime, representando, com isso, uma real ameaça à ordem pública, bem como não há informações nos autos noticiando que o requerente possa obstar a instrução criminal ou a aplicação da lei penal”, fundamentou o juiz.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation