Pular para o conteúdo

Polícia Civil prende 24 por tráfico em Sena e Rio Branco

Vinte e quatro pessoas foram presas nesta terça-feira, 4, durante a Operação Yaco, desencadeada pela Polícia Civil de Sena Madureira, a 144 km de Rio Branco. A ação policial possibilitou que fossem checados 22 alvos suspeitos de serem usados para venda de droga, dois dos quais, na capital.

pc_1

O objetivo da polícia é desarticular uma quadrilha de traficantes que agia em diversos bairros da cidade e retirá-los de circulação. Várias pessoas que segundo a polícia, estavam em desacordo com a lei e a serviço do tráfico, foram presas na operação Yaco.
A blitz da Polícia Civil foi coordenada pelos delegados Vanderlei Sherer Thomas, do Departamento Capital e Interior (DPCI) e Antônio Alceste, da delegacia Regional de Sena.

Na execução da operação atuaram os delegados Adriano Carrasco (DRE), Diogo Cavalcante (Sena Madureira), Irlan Nascimento (DI) e Adriano Araújo, além do capitão Emílio Virgilio (comandante da PM local).

No total, 100 homens, das polícias Civil e Militar participaram da ação, que além de tirar traficantes de circulação apreenderam objetos de origem duvidosa, arma de fogo e prenderam pessoas que segundo a investigação, promoviam a violência e causavam transtorno a comunidade.

O trabalho da polícia na Regional do Purus teve o apoio do Ministério Público Estadual (MPE) e do Poder Judiciário. A blitz tornou a mais forte operação policial já realizada nesse formato na região.

“Tínhamos informações que o tráfico em Sena se caracteriza pela venda no varejo de pequenas quantidades de entorpecentes, o que dificulta as apreensões. No entanto, a ação da PC foi exitosa porque, retirou de circulação indivíduos que contribuíam para sensação de insegurança no município”, destacou Vanderlei.

O secretário da Polícia Civil Emylson Farias, ao tomar conhecimento dos resultados da mega blitz, disse que a PC tem demonstrado uma força extraordinária em todo Estado pela garra de seus agentes, como também pelo ingresso dos novos delegados nos quadros da instituição.
“Tivemos várias operações de grande repercussão, como exemplo, a Operação Divisor, que apreendeu mais de meio milhão de reais, em bens e dinheiro e na prisão de 28 pessoas. “A Polícia Civil vai continuar desempenhando seu trabalho investigativo de forma célere, sempre em busca da verdade real, que preconiza sua missão”, disse Emylson.

Para Emílio Cmt da Polícia Militar de Sena, essa foi uma das maiores ações desse cunho, realizada na região e com êxito. “Ganha o Estado, as polícias e principalmente a sociedade”, acrescentou o oficial.

O delegado Antônio Alceste ressaltou a parceria, das polícias na execução da operação. Ele agradeceu a todos os investigadores da capital, de Manoel Urbano e de Sena, no cumprimento da blitz.

AVALIAÇÃO DA SOCIEDADE
“Essa operação da polícia nos faz acreditar que vamos ter a paz restabelecida. Ninguém conseguia ter sossego aqui, tanto de dia como a noite, em razão da bandidagem”, disse a dona de casa Maria Aparecida da Silva. As palavras de dona Maria foram compartilhadas pelo aposentado Sebastião Fernandes, que hipertenso disse ter se agravado os problemas de saúde em face das constantes confusões de traficantes, no Beco do Adriano.

Em Sena foram apreendidos seis menores e os adultos; José Milton da Silva (Cachorrão), Ducilene Lima de Oliveira, Wincler Figueiredo Sampaio, Lucivan Lima de Azevedo, Cristine Augusto da Cunha, Wilian Santos de Lima, Aldemir Vieira Maia (Fie), Aluizio Ferreira, Pelegrino da Silva, Delmacio Santos, João Bosco Silva, Avilton da Silva, Claudine Silva Santos e outros dois indivíduos cujas idades estão sendo checadas por não portarem documentos, na ocasião das prisões. Em Rio Branco a polícia prendeu; Altemira Vieira Maia de Queiroz, Ronielisson da Silva Oliveira e um adolescente. (Assessoria de Comunicação PC)

pc_3

pc_2