Pular para o conteúdo

Polícia tem retrato falado de suspeito de matar vereador de Acrelândia

A Polícia Civil já produziu o retrato falado de um suspeito de envolvimento na morte de Fernando da Costa, o Pinté, vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Acrelândia. O inquérito que apura o assassinato é presidido pela delegada Juliana de Angelis Carvalho, responsável em investigar o crime com o também delegado Pedro Paulo Buzolin.

assessoria_2

Por determinação da Secretaria de Polícia Civil investigadores da capital foram deslocados para a cidade de Acrelândia para auxiliar nas investigações desde o momento em que se deu o fato. ]O vereador morreu com disparos de arma de fogo, no quintal de sua casa, na noite de sábado, 1º de maio. Várias pessoas já prestaram esclarecimentos na delegacia do município. A polícia não forneceu detalhes sobre as informações que ajudaram na confecção do retrato falado do suspeito por questões de segurança.

Acusados pela morte de agente estão detidos

Dois acusados pela morte do agente penitenciário Roney Vidal, ocorrida em 18 de abril quando este saía do trabalho, estão detidos. O secretário de Polícia Civil, Emylson Farias, diz que toda a apuração ocorre em sigilo. “Nossa meta é alcançar a verdade dos fatos”. A morte do agente penitenciário está sendo investigada na 4ª Regional de Polícia sob a responsabilidade do delegado José Barbosa de Moraes.

O Acre, conforme pesquisa nacional, tem a maior resolutividade dos casos de crimes contra vida (86,3% no total). O Rio Grande do Sul é o estado que mais se aproxima dessa marca com índice, segundo a pesquisa, de 39%. “A polícia trabalha com uma dinâmica para que nenhum crime fique sem respostas”, disse Farias. (Assessoria Polícia Civil)