Deputados antecipam debate eleitoral na Assembléia

Chegou a hora de cada um puxar a sardinha para o seu lado. Os debates parlamentares se contagiam cada vez mais com o tom eleitoral, na Aleac. Oposição e situação aproveitam temas relacionados ao cotidiano social do Estado para exaltarem os seus candidatos majoritários. Ontem, quem abriu a questão foi a deputada Idalina Onofre (PPS). Depois de críticas a gestão governamental da FPA em relação à zona rural, a parlamentar exaltou as qualidades de Bocalom (PSDB), pré-candidato a governador.
Deputados-26
Indagada sobre a questão eleitoral, Idalina, se esquivou. “O meu debate não foi em cima de uma campanha política porque estou consciente que ainda não é o momento. Mas o que estou fazendo é o que fiz durante todo o meu mandato. Mostrar que há muita propaganda enganosa. Temos uma série de problemas que são escondidos como sujeira debaixo do tapete. O que é mostrado para o povo acreano não é o que se vive na realidade”, afirmou.

Como exemplo, a parlamentar citou a agricultura. “Eles falam que já está tudo preparado para o crescimento do Estado quando a gente sabe que não tem nada. Ficam dizendo que vão entregar uns tratorzinhos que só servem para aradar horta. Para agricultura mesmo não tem nenhum valor. Assim continuam as queimadas e ninguém apresenta uma solução. Nós temos um pré-candidato que já mostrou em mandatos passados que se preocupa com a produção. Nós sabemos que é isso que vai alavancar o nosso Estado. Não podemos ficar na dependência de empregos do Governo”, garantiu.

O coro da parlamentar foi engrossado pelos posicionamentos de N. Lima (DEM). “O que nós estamos mostrando para a população é a verdade. Não é porque o momento é de eleição. A oposição vem batendo nas questões de desenvolvimento, agricultura e saúde. O Governo da FPA não conseguiu mostrar a que veio. Nós temos um plano de governo do Bocalom que vai tirar o nosso Estado da situação de dependên-cias dos outros estados brasileiros. Nós compramos tudo de fora e a nossa terra é muito boa. Só temos 700 mil habitantes e dá para fazer uma Segurança Pública melhor. Não dá para acabar com a violência, mas dá para reduzir em pelo menos 30% e dar uma condição melhor de saúde. O problema do que está acontecendo no nosso Estado é a gestão”, protestou.

Governistas acusam oposição de entrar em desespero
 Os parlamentares da base de sustentação do Governo reagiram às críticas e defenderam o pré-candidato Tião Viana. O deputado Thaumaturgo Lima (PT) admitiu que a proximidade das eleições favorece os discursos mais radicais. “Os ânimos já começaram a florescer. Temos cinco meses para a data das eleições e podemos ver a preocupação e o nervosismo da oposição. É a mesma oposição que já esteve no Governo e que agora está defendendo os produtores rurais, o meio ambiente, as comunidades indígenas, mas é tudo da boca para fora. Porque produtores rurais, comunidades indígenas e meio ambiente nunca estiveram na pauta da oposição. Eles até agora não mostraram um projeto para o Estado”, salientou.

Para Thaumaturgo, a oposição só sabe criticar as obras do atual Governo. “Eles falam da construção da BR-364 que ainda não se concluiu, do Pronto-Socorro que tem um probleminha aqui e ali, da fábrica de camisinhas que não gerou o número de empregos que eles acham que deveria gerar. A oposição na realidade nem tem como fazer críticas. É simplesmente desespero porque sabe que o povo já aprovou por três vezes essa gestão da FPA e tenho certeza que a população acreana vai aprovar pela quarta vez o mandato do nosso pré-candidato Tião Viana (PT) porque conhece e sabe o trabalho que tem sido feito nas áreas de Educação, Saúde, Segurança e na integração do Estado. A FPA está colocando os acreanos numa situação favorável ao desenvolvimento”, avaliou.

O líder do PT, deputado Ney Amorim, tem uma visão parecida com a do seu correligionário. “O período eleitoral chegou e como os nossos candidatos majoritários estão com uma vantagem positiva a oposição está caindo em desespero. Eles vão para a tribuna e deixam de debater temas importantes e projetos para atingir as pessoas. Essa não é a linha correta. O nosso Governo vem mostrando as melhores propostas e o povo vem aprovando tanto que estamos por três vezes governando o Acre e vamos para a quarta, com o senador Tião Viana”, ressaltou.

Quanto à questão da agricultura no Acre, Ney Amorim avaliou: “tive a oportunidade de estar na Transacreana com o senador Tião Viana e nós ouvimos os depoimentos dos produtores rurais. Eles disseram que há 12 anos chegaram a não pedir mais ao Governo porque sabiam que não seriam atendidos. Atualmente eles têm ramais, Luz para Todos, asfalto e o Governo investiu em mecanização. Não estou dizendo que está tudo resolvido porque ainda falta fazer algumas coisas. Mas o Governo avançou muito na área de produção e vamos poder fazer muito mais no governo futuro”, apregoou.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation