Petecão quer urgência nas obras de aeroporto

O deputado Sérgio Petecão (PMN) pediu,da tribuna da Câmara  dos Deputados,ontem em Brasília, urgência nas obras de recuperação do aeroporto e a pista  de Tarauacá.O aeroporto do município se encontra interditado há seis meses, desde o início das obras de reconstrução .Com isto, a população fica praticamente reduzida ao transporte fluvial,já que a estrada -no caso a BR 364- funciona no máximo 6 meses ao ano,em razão da estação chuvosa e a falta de pavimentação completa da estrada.”O aeroporto é uma necessidade básica da população”,disse o deputado.

Petecão enviou ,ainda terça-feira (4), um ofício à Infraero e ao governo do Estado solicitando informações acerca do andamento das obras , estimativa de prazo de conclusão  e o orçamento previsto para os trabalhos.A idéia é fazer com que os prazos sejam rigorosamente cumpridos ou mesmo antecipados para que o aeroporto seja entregue o mais rápido possível.”O objetivo é fazer valer o tempo estabelecido nos contratos  ou reduzi-los e entregar as obras rapidamente”. Na falta do aeroporto,a população está utilizando o aeroporto de Feijó. Para isto,tem que pagar fretamento até o município vizinho,o que encarece a passagem em até 20%.

Segundo o parlamentar, o aeroporto e a pista de Tarauacá estão interditados por determinação do 7° Comando de Operações do Espaço Aéreo Amazônico (Comar) em virtude de irregularidades  que colocam em risco a segurança de passageiros em pousos e decolagens das aeronaves. Um acordo firmado com a Agência nacional de Aviação (Anac) determinou que a manutenção  dos aeroportos ficasse a cargo das prefeituras.Sem ter como atender  a determinação da Anac, muitas prefeituras pediram ajuda  ao Governo do Estado.

Pelo estabelecido pela Anac, a pista de Tarauacá tem até 27 de maio para ser entregue à população.O problema é que a falta de pista local e a  demora em sua recuperação  já majorou uma série de preços praticados em todo o município,uma vez que as mercadorias também tem que pagar frete de Feijó até Tarauacá.Com isto, a população sofre com o aumento e até com a falta de uma série de produtos, além de não poder contar com avião local em caso de acidentes ou doenças graves que exigem deslocamento até Rio Branco.Para o deputado, o importante é pressionar o Governo do Estado para entregar o aeroporto o mais rápido possível,”até mesmo para evitar sofrimento e prejuízos da população”. (Assessoria)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation