Política local 25/06/2010

“Sou candidato a deputado federal e não admito discutir outra hipótese”.

Ex-deputado federal Márcio Bittar (PPSDB).

Deixemos de proselitismos
Vamos colocar as coisas nos seus devidos lugares: cabe ao governo e não à Ufac dotar as unidades de Saúde de médicos legalizados. A Ufac não é obrigada a revalidar diplomas de médicos formados na Bolívia e Cuba. Todos têm que passar por provas de conhecimento. Assim é a lei. Por isso, os deputados cessem os proselitismo e a politicagem com a questão.

Fórmula antiga
Nos meses que antecedem as eleições, o Detran contrata estagiários para ficarem fardados nos cantos de ruas. Na verdade, se tratam de futuros cabos-eleitorais para campanha da FPA.

Confiram após a eleição
Podem conferir que pouco tempo após o fim das eleições todos estarão sem contratos.

Bicadas no ninho
Comandados e insuflados pelo Normando Sales (PSDB) se criou a maior confusão ontem na reunião de montagem das alianças proporcionais, para rejeitar uma coligação com o PSL.

Ameaça de renúncia
Normando e pupilos como Bebeto Junior e José Vieira (marido de Toinha Vieira) ameaçaram sair da chapa se for feita uma coligação com o PSL dos deputados Luiz Calixto e Josemir Anute.

Ameaça retaliação
Sobrou até ameaças de reta-liação à candidatura de Sérgio Petecão (PMN) ao Senado.

Vou repetir
Com esse tipo de oposição, volto a repetir que os irmãos Jorge Viana (PT) e Tião Viana (PT) vão ficar velhinhos, de bengala, ganhando uma eleição atrás da outra, no Acre.

Nem pensou
O empresário Francisco Moreira comunicou à coluna que nunca passou por sua cabeça assumir a pousada “Vila Brasília”, em Brasiléia, que sua cunhada, a prefeita Leila, está retomando.

Ficou depressivo
O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) andava ontem pela Aleac de astral baixo, um reflexo da candidatura de Toinha Vieira (PSDB) a deputada, no seu maior reduto: Sena Madureira.

Mágoa profunda
Diniz está magoado porque Toinha Vieira tinha lhe prometido que não seria candidata a deputada estadual e que esperaria a decisão do TSE para disputar a prefeitura de Sena.

Bem ancorado
Apoiado por 40 candidatos a deputado estadual, o deputado federal Gladson Cameli (PP) não disputa apenas com chance a reeleição, mas ter a maior votação entre os candidatos da FPA.

Aliança pesada
DEM-PSC-PMN-PTdoB-PPS será uma das chapas da oposição para deputado estadual.

Nomes de votos
A coligação terá setenta candidatos e nomes como os deputados N.Lima, Idalina Onofre, Gilberto Diniz, e pode tranquilamente ficar com cinco vagas na Assembléia Legislativa.

PMDB fora
Até o fechamento da coluna o PMDB resistia à pressão de se coligar com o PSDB para a disputa de deputado esta-dual. Era esperada a chegada de Wagner Sales (PMDB) para a palavra final.

Petecão urrando
O deputado federal Sérgio Petecão (PMN), a campanha nem começou, e já estava ontem urrando e liso por a montagem da convenção de amanhã cair apenas nas suas costas.

Não viu nada
Não viu nada ainda. Trate de arrumar recursos para não ficar falando só durante a campanha.

Lista do TCE
É aguardada com ansiedade pelos candidatos a “lista negra” do Tribunal de Contas do Estado do Acre com os nomes daqueles que tiveram suas contas rejeitadas pela corte.

Mais peixes
Deverão cair mais peixes na rede dos que poderão ter os registros de suas candidaturas negados, inclusive, muitos ex-prefeitos do interior que ficaram fora da lista do TCU.

Pastor sem rebanho
O Ildson, que será o vice na chapa de Tião Bocalom (PSDB)  apresentado ontem na coletiva dos partidos de oposição, na Aleac, é um pastor sem rebanho, sua igreja não é das maiores.

Problema da oposição
O deputado Luiz Calixto (PSL) dizia ontem que é problema da oposição arrumar uma coligação para o seu partido. Tem como falar grosso: passou o mandato batendo de frente com o PT.

Multa quitada
O deputado federal Flaviano Melo (PMDB) tem audiência na terça-feira no TCU, onde vai apresentar certidão de quitação da multa de R$ 1.500 e tirar seu nome da “lista negra”.

Muito tranqüilo
Assim sendo não terá problema em registrar a sua candidatura a deputado federal.

Bem diferente
É uma situação bem diferente de outros que estão na relação e que terão a cabeça cortada.

Novidade
A novidade política é a candidatura de Rodrigo Pinto (PMDB) lançada ontem a deputado estadual.

Começou o jogo

Agora é saber quem tem café no bule. A FPA está com a chapa pronta: Tião Viana (PT) ao governo, César Messias de vice e, Jorge Viana (PT) e Edvaldo Magalhães (PCdoB) para o Senado. E ontem, foi a vez da oposição apresentar seu time com Tião Bocalom (PSDB) para governador, pastor Ild-son (PPS) de vice e, João Correia (PMDB) e Sérgio Petecão (PMN) a senador. Até aqui foi treino de apronto e tão somente. O jogo para valer é daqui em diante.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation