Política local 26/06/2010

“Sou candidato a deputado federal e não admito discutir outra hipótese”.


Ex-deputado federal Márcio Bittar (PPSDB).

Deixemos de proselitismos
Vamos colocar as coisas nos seus devidos lugares: cabe ao governo e não à Ufac dotar as unidades de Saúde de médicos legalizados. A Ufac não é obrigada a revalidar diplomas de médicos formados na Bolívia e Cuba. Todos têm que passar por provas de conhecimento. Assim é a lei. Por isso, os deputados cessem os proselitismo e a politicagem com a questão.

Bicadas no ninho
Comandados e insuflados pelo Normando Sales (PSDB) se criou a maior confusão ontem na reunião de montagem das alianças proporcionais, para rejeitar uma coligação com o PSL.

Ameaça de renúncia
Normando e pupilos como Bebeto Junior e José Vieira (marido de Toinha Vieira) ameaçaram sair da chapa se for feita uma coligação com o PSL dos deputados Luiz Calixto e Josemir Anute.

Ameaça retaliação
Sobrou até ameaças de reta-liação à candidatura de Sérgio Petecão (PMN) ao Senado.

Vou repetir
Com esse tipo de oposição, volto a repetir que os irmãos Jorge Viana (PT) e Tião Viana (PT) vão ficar velhinhos, de bengala, ganhando uma eleição atrás da outra, no Acre.

Nem pensou
O empresário Francisco Moreira comunicou à coluna que nunca passou por sua cabeça assumir a pousada “Vila Brasília”, em Brasiléia, que sua cunhada, a prefeita Leila, está retomando.

Ficou depressivo
O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) andava ontem pela Aleac de astral baixo, um reflexo da candidatura de Toinha Vieira (PSDB) a deputada, no seu maior reduto: Sena Madureira.

Mágoa profunda
Diniz está magoado porque Toinha Vieira tinha lhe prometido que não seria candidata a deputada estadual e que esperaria a decisão do TSE para disputar a prefeitura de Sena.

Bem ancorado
Apoiado por 40 candidatos a deputado estadual, o deputado federal Gladson Cameli (PP) não disputa apenas com chance a reeleição, mas ter a maior votação entre os candidatos da FPA.

Aliança pesada
DEM-PSC-PMN-PTdoB-PPS será uma das chapas da oposição para deputado estadual.

Nomes de votos
A coligação terá setenta candidatos e nomes como os deputados N.Lima, Idalina Onofre, Gilberto Diniz, e pode tranquilamente ficar com cinco vagas na Assembléia Legislativa.

Petecão urrando
O deputado federal Sérgio Petecão (PMN), a campanha nem começou, e já estava ontem urrando e liso por a montagem da convenção de amanhã cair apenas nas suas costas.

Não viu nada
Não viu nada ainda. Trate de arrumar recursos para não ficar falando só durante a campanha.

Lista do TCE
É aguardada com ansiedade pelos candidatos a “lista negra” do Tribunal de Contas do Estado do Acre com os nomes daqueles que tiveram suas contas rejeitadas pela corte.

Pastor sem rebanho
Ildson, que será o vice na chapa de Tião Bocalom (PSDB)  apresentado ontem na coletiva dos partidos de oposição, na Aleac, é um pastor sem rebanho, sua igreja não é das maiores.

Problema da oposição
O deputado Luiz Calixto (PSL) dizia ontem que é problema da oposição arrumar uma coligação para o seu partido. Tem como falar grosso: passou o mandato batendo de frente com o PT.

Multa quitada
O deputado federal Flaviano Melo (PMDB) tem audiência na terça-feira no TCU, onde vai apresentar certidão de quitação da multa de R$ 1.500 e tirar seu nome da “lista negra”.

Muito tranqüilo
Assim sendo não terá problema em registrar a sua candidatura a deputado federal.

Bem diferente
É uma situação bem diferente de outros que estão na relação e que terão a cabeça cortada.

Novidade
A novidade política é a candidatura de Rodrigo Pinto (PMDB) lançada ontem a deputado estadual.

Começou o jogo

Agora é saber quem tem café no bule. A FPA está com a chapa pronta: Tião Viana (PT) ao governo, César Messias de vice e, Jorge Viana (PT) e Edvaldo Magalhães (PCdoB) para o Senado. E ontem, foi a vez da oposição apresentar seu time com Tião Bocalom (PSDB) para governador, pastor Ild-son (PPS) de vice e, João Correia (PMDB) e Sérgio Petecão (PMN) a senador. Até aqui foi treino de apronto e tão somente. O jogo para valer é daqui em diante.

 

 

 

 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation