Política nacional 18/06/2010

“Não sou onipresente. Para um bom entendedor, um pingo é letra”.

Onézimo Souza, ex-delegado da PF, ao ser perguntado se faria escuta ilegal de Serra.

Delação premiada de Arruda pode atingir Roriz
O ex-governador do DF José Roberto Arruda pode receber o benefício da delação premiada, oferecido a seu delator Durval Barbosa, para auxiliar o Ministério Público na investigação de diversos casos de suposta corrupção do ex-governador Joaquim Roriz. Advogados e promotores negociam em segredo revelações de Arruda sobre os governos de Roriz dos quais participou como homem de confiança.

Esqueletos no armário
Arruda foi chefe de gabinete de Roriz e o secretário responsável pelas obras do Metrô, que chegaram a ser embargadas sob grave suspeição.

Arquivo vivo
Amigos de ambos garantem que Arruda é testemunha e personagem de muitos fatos que compromete-riam o ex-governador Joaquim Roriz.

Mar Santa vice
O PSC aprovou em convenção o apoio a José Serra para presidente e, como antecipamos, indicou o senador Mão Santa (PI) para ser o vice.

Para brincar
Uma fanzoca da dupla Lula-Dilma criou na internet bonequinhos de papel dos dois, para montar, encaixar, colar e distribuir Brasil afora.

Ex-assessor de Marina
Denunciado pelo Ministério Público Federal no DF, por suposta fraude de R$ 42 milhões num convênio com a ONU, o ex-diretor do Ibama Flávio Montiel da Rocha foi indicado ao cargo pela então ministra do Meio Ambiente Marina Silva, em 2003. Teria usado o dinheiro do PNUD para comprar bens e contratar pessoal. A Controladoria-Geral da União apurou compras superfaturadas, notas frias, descontrole de diárias etc.

Sem comentários
Mexicano naturalizado brasileiro, Flavio Montiel da Rocha é do “Movimento Marina Silva”, mas ela se nega a comentar a denúncia.

Festa junina
O pernambucano José Jorge, ministro do Tribunal de Contas da União, promoverá sua festa junina pela 25a vez, em Brasília, no dia 23.

Apito
Parece mais próximo que nunca da estação DEM o trem do senador Osmar Dias (PDT), que deve disputar a reeleição em Santa Catarina.

Tarefa difícil
Na convenção do PMDB-DF, amanhã, o governador Rogério Rosso tentará com sua pré-candidatura à reeleição a proeza que nem o ex-chefe Joaquim Roriz conseguiu: derrotar o deputado Tadeu Filippelli, presidente do partido e pré-candidato a vice de Agnelo Queiroz (PT).

O que é isso…
O PT mineiro tomou as dores de Hélio Costa, candidato de Lula ao governo: não se conforma com o apoio do PRB do vice José Alencar ao governador tucano Antonio Anastasia. E quer a intervenção de Lula.

Vaccarezza corre risco
Policiais acampados na Câmara têm jurado o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). A situação é tão preocupante que ele foi aconselhado a buscar proteção de seguranças. Recusou.

Os mais iguais
Muito legal. Aprovaram o estatuto da Igualdade Racial. Agora falta ressuscitar o estatuto da Igualdade Constitucional: todos são iguais perante à lei: eleitores, ministros, presidentes, magistrados, políticos…

Temer vermelho
Foi notícia nos jornais oficiais cubanos, claro, a convenção nacional do PCdoB que apoiou Dilma candidata a presidente, tendo o “camarada” Michel Temer (PMDB) de vice. Marx deve estar tremelicando na tumba.

O outro ‘cara’
O Pew Research Center (EUA) apurou que o presidente Barack Obama tem 62% de aprovação no Brasil, diz a agência Efe. Mais um pouco encosta em Lula, com a vantagem de falar inglês e só gostar de fumar.

Lambendo selo
Investigado pelo Tribunal Superior Eleitoral, o site dilma13.blogspot pede depósitos no Banco do Brasil para “comprar netbook, filmadora, adesivos, Correios”. O Ministério Público Eleitoral representou contra o ministro Juca Ferreira (Cultura) por loas a Dilma nesse blog.

No coração da Dilma
Há dias, em Minas, Lula filosofou que “em ano eleitoral não existe razão, existe paixão”. Sinalizou que a “razão” dele seria não reajustar os aposentados. Mas a paixão eleitoral comanda, como sempre.

Cine Brasília
“Dossiê, parte 2, a revanche”. Breve, numa delegacia perto de você.

PODER SEM PUDOR

Piranha na praça

Atual presidente do PT, José Eduardo Dutra era senador por Sergipe quando fez uma visita inédita a Itabaianinha, em campanha municipal. Seguiu em um caminhão, pelas ruas da cidade, até que o cortejo parou numa pracinha, onde mulheres acompanhavam filhos, que brincavam. Dutra quase teve um enfarte quando ouviu seu locutor gritar:
– Piranha! Piranha! Piranhaaaaaa!
Não era xingamento às mulheres, mas o apelido do candidato local do PT a prefeito.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation