Política nacional 25/06/2010

“Lulinha estava com a cara malandramente feliz”.

Gilberto Carvalho, secretário particular, sobre a reação do presidente às pesquisas.

‘Férias remuneradas’ na UnB já duram 105 dias
Com uma greve esperta, emendada com as férias, a Universidade de Brasília ainda não iniciou as aulas de 2010, exatos 105 dias depois da data marcada para início do ano letivo. Primeiro foram os professores, depois os funcionários. O pretexto é a suspensão de gratificação considerada ilegal pelo Tribunal de Contas da União. Ninguém trabalha na UnB, mas todos recebem os salários. E até a gratificação ilegal.

Devolução
A Justiça ratificou a ilegalidade da gratificação e até condenou os beneficiados a devolver o dinheiro recebido indevidamente.

Dá uma preguiça…
As duas últimas assem-bléias que discutiriam o fim da greve na UnB foram suspensas… por falta de quorum. Outra foi adiada para o dia 29.

Ora, os alunos
Professores suspenderam a greve, mas como os funcionários pararam também, na prática todos continuam em greve. Os alunos que se lixem.

Caminhos do Brasil
Fotos não mentem: estradas de biscoito, construções de areia, trilhos que parecem de plástico: Alagoas não foi fundada, mas afundada…

Receita espera 45 dias…
Apesar da insistência desta coluna, a Secretaria da Receita Federal se recusou a confirmar ou a desmentir a denúncia de violação do sigilo fiscal de militares do Exército, antes de sua publicação, em 10 de maio. Agiu como se tivesse culpa. Agora, obrigada a responder requerimento de informações do deputado Gustavo Fruet (PSDB-PR), 45 dias depois a Receita – que teve tempo até de remanejar servidores envolvidos – nega tudo e nem mesmo reconhece o documento atestando a violação.

Bico fechado
A denúncia de violação de sigilo de quatro generais e dois coronéis mencionou datas e horários exatos, nunca contestados pela Receita.

Invenção petista
Servidores antigos da Receita dizem que o esquema de vazamento do sigilo fiscal de adversários políticos foi implantado no governo Lula.

Exausta
Após o IBGE divulgar que 35% dos brasileiros mal comem, a ministra Márcia Lopes (Combate à Fome) entrou hoje em férias por dez dias.

PV apoia Agnelo
O Partido Verde deve anunciar nesta sexta seu apoio à candidatura de Agnelo Queiroz (PT) ao governo do Distrito Federal. Essa decisão tem a bênção da candidata do PV a presidente, senadora Marina Silva, que registra no DF suas melhores médias de intenção de voto – até 15%.

PTB pode aderir
O PTB, que nacionalmente está com o tucano José Serra, também poderá anunciar neste sábado apoio a Agnelo Queiroz. A petista Dilma Rousseff pediu isso ao amigo Gim Argello, líder do PTB no Senado.

Caiu a ficha
Lula precisou de um choque de realidade para quintuplicar os R$ 100 milhões, uma merreca, que decidira liberar para Ala-goas e Pernambuco. Agora, os estados terão um pouco mais que o Haiti.

Honoris Causa
O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Cesar Asfor Rocha, e o jurista Paulo Bonavides foram homenageados ontem, pela Universidade de Fortaleza, com o título de doutor honoris causa.

Bonitinho, mas…
Além dos serviços ordiná-rios – do call-center que incomoda à qualidade de sinal – a TIM deixou seus clientes com celulares mudos, ontem, em Brasília, no final da tarde. Sem prévio aviso, nem explicação posterior.

Na moita
Passou batida, na quarta (23), a visita do (eterno) presidente de Angola, José Eduardo dos Santos: ele quer “parceria” do Brasil no biocombustível. Mas quem entende de negócios é a filha dele, Isabel, proprietária de dez em cada dez negó-cios rentáveis de Angola.

Ivo viu a uva
Para quem falava tão mal do autor, Lula mudou: prometeu ir, dia 29, ao lançamento de um livro do senador Aloizio Mercadante (PT-SP). Assina o prefácio o próprio presidente, que jamais foi apresentado a um livro.

No peito e na raça
Jogador brasileiro sabe cantar o hino, sim. Da Alemanha. Cacau, naturalizado alemão, cantou o “Deutschland Über Alles” completo no estádio. O craque, negro, é ídolo por lá, elogiado por falar sem sotaque, pelo caráter e comportamento. Já certo presidente, nem português fala.

Pensando bem…
…a recomendação do governo ao povo em caso de enchente é: “nada”.

PODER SEM PUDOR

Pinta de comuna

Miguel Arraes encontrou certa vez, no aeroporto de Brasília, Gustavo Krause (do antigo PFL), que derrotara na eleição para o governo de Pernambuco. Krause explicou que estava na Capital a serviço do partido:
– Sou um tarefeiro… Aliás, eu deveria ser comunista, tenho a maior pinta…
Arraes olhou o pefelista barbudo, concordou e falou do seu jeito quase inaudível:
– Você tem pinta e não é. E eu não sou, mas todo mundo acha que sou…

Assuntos desta notícia

Join the Conversation