República Independente do Acre

 

SITASSÃO:
Sitassão: “O Pinto era a nossa galinha do zovos de ouro!”- João Gorêia

SIGAMPoooooommmm!!!

Nada não, çou eu, tocando a vuvuzela!

Istou vivendo o meu melhor momento no meio do Jeg- Set acreano, cercada de sócias latem mortas de xiques, mulheres que só viram pobreza pela televizão, e omens que não devem patavina.

Ser xique é augo maiz. Ser xique é…enfin!

Nêsses dias istive na casa do casal Seu Leônidas e Dona Leila da Printac, que mi recebêrão como uma dama: fôrão logo mi pondo ma meza.

Fui acistir o jogo do Brasil e mi acustei com a pobreza da África, sabia?

Êces paízes do Tessêro Mundo Aziático são tão pobres, que até as sidades téim nomis umildes.

Cidade do Cabo? Porque não Cidade do Sajento, Cidade do Majó??

Aléim do maiz, a culinária desses países é tão pobre, que os goleiros da Colpa do Mundo só comem ave. O Seu Galvão Bueno veve dizendo que eles paçam o tempo levando frango.

Na cozinha de uma peçõa com o meu istilo não entra nenhum prato a base de batráquil, tanto que o Seu Leônidas era todo tempo mi empurrando calabreza.

Me polpem!

George
Seu George com essa Kalunista fazendo um Pacú ao môlho, Afe Maria!!!

Quem tambéim istava lá era o Seu Silvio. Ele mi disse que ia mi apresentá o Fogão, maiz eu pensava que era os jogadores do time, ó!(1)

Maiz foi óóóóóóóóóóóó óóótimo! Eu fiquei numa alegria enooooooooooooorme! (2)

É purisso que sertas peçôas fícão mi aboicotando, mi pessiguindo, como aquele tauzinho de Seu Luiz Theodoro, que não me decha  mi afilhiar- mi na Açosiação dos comunistas Sociais.

Eu não istou nem préo, não dou pra xeirá, que não é roza!

Nada mi aborrece, maiz eu tô paçada com o Seu Flaviano Melo!

Na entrevista coletiva exclusiva que ele mi deu cemana paçada- que eu ia publicar amanhã neste Matutinho, ele dice que não ia tirar o Pinto, pode?

A vida de kalunista çocial é acim (Maiz é mêrmo!!), um dia a gente perde, no outro a gente não ganha; é como vida de aposentado. Ririri!

Ai, ai ai …eu só mi lembro do Seu Silvio!

E acim que ele ri desde que mi introduzil na redação, maiz a Dona Ivete, a peçôa que me deu de um tudo quando eu xeguei aqui, toda amarrotada e xeia de pereba – pedindo para estajiá.

lA Dona Ivete é a minha ídola, minha muza (E do Seu Silvio, claro!) e iço não vai ser um percausso na minha carreira de kalunista.Tá amarradooooooooooooo!!!

Agora eu vou viajá com uns amigos pra conhecer a fronteira de Porto Velho e talvêiz acistir o jogo do Brasil com outro paíz aziático.

O Seu Ramiro, que é repórter esportivo deste Matutinho, mi dice que o Brasil vai arrebentar com a Costa do Marfim.

É o Brasil rumo ao Équiça!

Eu co não entendi porque é que um time como o noço precisa bater nos outros por tráiz, mas futibol é não é minha praia.

Eu tambéim não entendi o que é que o Seu Ramiro quis dizer com “o Kaká vai entrar com a Jabulani e tudo!”. Imoral!

Eu adooooooooro é paceá no Canal da Maternidade, andar naqueles ônibus do Bairro Maurí Séjo, bebê cevêja com os amigos, tirá um dia pra fazê compras no Formigão, pegá um bronze no Quinoá, um fim-de- tarde no Pôr-do- Sol…

Gentes mil mi convídão. Eu definitivamente entrei no Rái Soçaiti e vou amanhã para o nats  de uma leide, que squer dizer help birt dei tio yú – em Francêiz- de anivessáril da Dona Iolanda Lima.

As comemorassões si darão em petí comitê com muitos amigos, maiz acho que fica perto da ABB.

Fuiiiii!

SIGAMMMMM

Assuntos desta notícia

Join the Conversation