FGV será a organizadora do concurso dos Correios

Os Correios pretendem oficializar nesta quarta-feira, 16, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) como organizadora do concurso para 6.565 vagas em cargos dos níveis médio, médio/técnico e superior, para todo o Brasil. Já as provas, devem acontecer no início de agosto, e não mais no fim de julho, segundo o diretor de Gestão de Pessoas e presidente da comissão organizadora, Pedro Magalhães.

Segundo o diretor pedagógico da Academia do Concurso, Paulo Estrella, a FGV é uma organizadora nova, que costuma propor questões mais subjetivas, mas as avaliações devem ser fáceis, seguindo os padrões dos últimos concursos. “Essa é uma banca que valoriza mais o raciocínio em cima da questão. Aquele que começar a prova nervoso terá problemas”, acredita.

Segundo Paulo Estrella, o candidato pode se preparar rea-lizando questões da FGV para concursos de nível médio, de disciplinas como Português e Informática.

Como as provas serão em agosto, no mesmo dia para todos os cargos, os participantes terão mais dois meses de estudo. Para carteiro, atendente e operador de triagem e transbordo, de nível médio, serão apresentadas perguntas de Língua Portuguesa (20), Matemática (20) e Noções de Informática (dez). Somente para atendente comercial serão exigidas, além dessas, 20 questões de Conhecimentos Específicos.

Para os cargos dos níveis médio médio/técnico e superior os exames terão 60 questões. Para arquiteto, analista de desenvolvimento de sistemas, engenheiro civil, engenheiro eletrônico, engenheiro eletricista e engenheiro mecânico haverá dez perguntas de Língua Portuguesa, dez de Inglês e 40 de Conhecimentos Específicos. (Folha Dirigida)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation