INSS aguarda sinal verde para abrir concurso

Com o objetivo de implantar o Plano de Expansão da Rede de Atendimento (PEX), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) solicitou ao Ministério do Planejamento (MPOG) autorização para a realização de um novo concurso público, destinado ao preenchimento de 2 mil vagas, distribuídas pelos cargos de técnico e analista do Seguro Social.

A expectativa é de que o pedido do INSS seja autorizado em breve, já que das 720 agências previstas para serem criadas até o fim de 2011, 375 já estão em construção. Além disso, para prover as vagas, será preciso considerar o tempo de realização da seleção e do curso de ambientação e formação dos novos profissionais.

Evidenciam a necessidade da seleção a carência de servidores da autarquia e a perspectiva de 2 mil aposentadorias nos próximos dois anos, além de eventuais vacâncias por vários motivos, segundo diversas entidades sindicais e associações ligadas ao Ministério da Previdência Social (MPS), pasta a qual o INSS está vinculado. Responsável por atender aos segurados e por desenvolver atividades administrativas, o cargo de técnico exige o nível médio. Os vencimentos iniciais são de R$ 2.980 (contando com auxílio-alimentação de R$ 304), que somados à gratificação de desempenho podem chegar a R$ 3.280.

Já o cargo de analista tem rendimentos de R$ 4.917, com o auxílio-alimentação (R$ 304). Com a gratificação de desempenho, os vencimentos podem chegar a R$ 5.580. A função é voltada para graduados em diversas áreas, que serão encarregados da análise e concessão de pedidos de benefícios.

Embora a distribuição do número de vagas por cargo não tenha sido informado, acredita-se que a maior parte contemple o cargo de técnico, segundo fontes ligadas ao INSS.
Em março deste ano, o Planejamento autorizou ao INSS a convocar mais mil aprovados, sendo 700 técnicos e 300 analistas. O prazo de validade expirou no último dia 23 de abril, após ter sido prorrogado por mais um ano, em 2009.

 

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation