MPU mantém cronograma; edital sai até julho

O Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB), organizador do concurso para o quadro técnico-administrativo do Ministério Público da União (MPU), confirmou que o edital da seleção sairá no fim deste mês ou, no máximo, no início de julho.

A divulgação do edital poderia ser antecipada para esta sexta-feira, dia 25, mas o cronograma original irá prevalecer, pois a tabela das áreas que serão oferecidas nos cargos de técnico e analista ainda não está completamente fechada.

Com abrangência nacional e oferta de vagas regionalizada (o número de oportunidades iniciais não está definido), o concurso irá atender as necessidades de pessoal do MPU, que irá alocar os classificados em cada ramo (ministérios públicos Federal, do Trabalho, Militar e do Distrito Federal e Territórios), de acordo com a conveniência. Serão aplicadas provas objetivas, práticas e discursivas, conforme o cargo.

Na função de técnico, os cargos mais atraentes são os da área administrativa (sem especialidade) e apoio especializado (controle interno e orçamento), que exigem nível médio puro. As demais áreas requerem médio/técnico e, ainda, experiência, dependendo do caso. Já na função de analista (exigência de nível superior), há oportunidades para graduados em qualquer carreira e em específicas, como Engenharia, Medicina, Enfermagem, Direito e Arquitetura, por exemplo.

As remunerações, de R$ 4.583,09 (técnico) e R$ 7.141,52 (analista), são compostas por vencimentos (R$ 2.662,06 para técnico e R$ 4.367,68 para analista), gratificação (R$ 1.331,03 para técnico e R$ 2.183,84 para analista) e auxílio-alimentação (R$ 590). Ainda existem benefícios, como auxílio pré-escolar ou creche (R$ 237,50, para filhos com até 6 anos), plano de saúde (titular e dependentes) e vale-transporte. (Folha Dirigida)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation