Argentina se classifica e França se despede com mais uma derrota

A Argentina confirmou o favoritismo e sacramentou ontem a liderança definitiva do grupo B e, consequentemente, a classificação às oitavas de final da Copa do Mundo da África do Sul. Atuando em Polokwane com um time repleto de reservas – somente Romero, Demichelis, Verón e Messi iniciaram a partida -, a equipe de Diego Armando Maradona venceu a Grécia por 2 a 0 e, de quebra, eliminou o adversário do torneio. O zagueiro Martín Demichelis, aos 32 minutos do segundo tempo, e o experiente Martín Palermo, aos 44, sacramentaram os três pontos.
Franca-fora
O resultado garantiu os 100% de aproveitamento para a Argentina. Com nove pontos somados, a bicampeã mundial garantiu com folga a liderança do grupo B. Em contrapartida, a Grécia acabou eliminada do Mundial com o revés. O time de Otto Rehhagel conquistou apenas três pontos no torneio – vitória sobre a Nigéria por 2 a 1. Fez a diferença contra os campeões europeus de 2004 o revés por 2 a 0 para a Coreia do Sul na estréia.

A atuação da Argentina dian-te dos gregos acabou sendo a pior do time de Maradona nesta fase de grupos. A classificação praticamente garantida antes do duelo fez a albiceleste adotar um ritmo mais lento, buscando furar o bloqueio grego somente nas jogadas individuais e de bola parada. Por meio de um escanteio, Demichelis aproveitou para sacramentar a vitória.

Depois de sacramentar a liderança do grupo B da competição, a Argentina já pensa nas oitavas de final. Na primeira partida pelo mata-mata da Copa do Mundo, a equipe de Diego Armando Maradona terá pela frente o México, que garantiu a segunda posição da chave A, apesar de ter sido derrotado pelo Uruguai por 1 a 0 na manhã de ontem, horário de Brasília.

África do Sul vence, mas acaba eliminada com a França
A África do Sul aproveitou a crise da França para vencer pela primeira vez na Copa do Mundo de 2010. Ontem, no estádio Free State, em Bloemfontein, a equipe comandada por Carlos Alberto Parreira contou com o apoio da população local para ganhar da seleção europeia por 2 a 1. O resultado não foi suficiente para evitar a eliminação precoce dos dois times.

Com a vitória por 1 a 0 sobre o México, o Uruguai chegou aos 7 pontos e confirmou a liderança do grupo A. A África do Sul alcançou os mesmos 4 pontos dos mexicanos, mas levou desvantagem no saldo de gols – foi a primeira seleção anfitriã de um Mundial a cair na etapa inicial do torneio. Campeã mundial em 1998, a França somou apenas 1 ponto e ficou na lanterna.

Ao contrário de 2002, ao menos os franceses se despediram da Copa com um gol marcado. Mas as adversidades foram muito maiores desta vez: os insultos de Anelka contra o técnico Raymond Domenech no intervalo da derrota para o México, a briga entre Evra e o preparador físico Robert Duverne e a recusa do elenco a treinar foram alguns dos episódios que culminaram na trágica campanha.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation