Brasil testa defesa contra Drogba, atacante mais eficiente da elite da Copa

Didier Drogba é o grande astro da Costa do Marfim, tem 32 anos, 1,80m de altura e a melhor média de gols da última temporada entre os principais atacantes desta Copa do Mundo. Às 15h30 (de Brasília) deste domingo, no Soccer City, ele colocará à prova a força da elogiada defesa brasileira, cuja segurança foi abalada pelo gol norte-coreano da estréia. O duelo promete.
Drogba
O desempenho de Drogba pelo Chelsea na temporada 2009/2010 impressiona. Ele anotou 44 gols em 52 jogos, média de 0,84 por partida. Fez 29 desses gols no Campeonato Inglês. Terminou como artilheiro isolado e ainda foi decisivo na conquista do título.

Esse aproveitamento coloca Drogba em lugar de destaque entre a elite mundial dos atacantes. Apenas Cristiano Ronaldo atinge a mesma média, mas com números absolutos inferiores: foram 33 gols em 39 partidas. Luís Fabiano, Messi, Rooney, Robben, Villa, Di Natale, Anelka e Klose ficam para trás (veja comparação ao lado).

Neste domingo, haverá um teste duplo: Drogba x defesa brasileira. O setor formado por Julio Cesar, Maicon, Lúcio, Juan e Michel Bastos chegou à Copa credenciado como principal arma do time de Dunga. Titulares no Mundial de 2006, Juan e Lúcio foram dois dos poucos jogadores elogiados na oportunidade e conseguiram manter o nível para este ano.

No entanto, o setor deu um susto na estréia do Brasil. Tomou um gol da inexpressiva Coreia do Norte no triunfo por 2 a 1 da última terça-feira, no Ellis Park. Todos da equipe lamentaram o feito dos asiáticos. Julio Cesar não escondeu sua insatisfação. Agora, ele já alerta seus companheiros para o “risco Drogba”.

“É um atacante que chuta bem, sabe finalizar e é bom na bola parada. Ele e o Cristiano Ronaldo têm um jeito particular de bater na bola e merecem atenção especial”, disse o goleiro, para quem o Brasil precisa se preparar para segurar os contra-ataques marfinenses.

Julio Cesar, porém, tem um trunfo contra Drogba. Ao lado de Lúcio e Maicon, ele viu sua Inter de Milão eliminar o Chelsea nas oitavas de final da Liga dos Campeões e praticamente anular o camisa 11 da Costa do Marfim. Lúcio e Drogba chegaram a trocar cabeçadas no jogo da volta.
“Enfrentamos o Drogba nas oitavas de final e ele praticamente não jogou, pois o Lúcio fez uma partida maravilhosa e o anulou completamente. Na segunda partida o Drogba acabou sendo expulso e teve poucas chances”, recordou Julio Cesar.

O técnico da Costa do Marfim, o sueco Sven-Goran Eriksson, ainda não confirmou se Drogba será titular contra o Brasil. Certeza, apenas, é que ele jogará mais tempo do que atuou diante de Portugal, quando entrou em campo aos 21min do segundo tempo. O atacante sofreu uma fratura no braço na reta final de preparação e por isso recebe cuidados especiais.

“Drogba é muito rápido, muito forte, goleador e é capaz de ganhar de qualquer zagueiro”, disse Eriksson, fazendo suas apostas. O Brasil, por sua vez, aposta na solidez de seu sistema defensivo e tenta mostrar que o gol coreano não passou de um acaso. O resultado sai domingo. (UOL)

 

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation