FUTSAL: Banco da Amazônia leva XVIII Copa Bancária

Numa reação espetacular, o Banco da Amazônia conquistou no sábado, na AABB, o título de campeão da XVIII Copa Bancária de Futsal. O triunfo veio somente na prorrogação, diante do forte time do Bradesco Bosque, pelo escorre de 11 a 6 (6 a 6 no tempo normal). O grande destaque da partida foi o ala Marcio, funcionário do Banco da Amazônia de Brasiléia, cinco gols na partida.
Futsal1
Com a conquista, o time verde e amarelo será o representante do Vale do Acre na disputa da III Supercopa Bancária de Futsal, previsto para o segundo semestre.

Jogo – O Bradesco fez um primeiro tempo avassalador. O time dos “guerreiros” vermelho fecharam a primeira parte da decisão com uma vantagem no placar de 4 a 2. O título estava bem encaminhado. Será?

Na segunda parte do jogo, o Banco da Amazônia voltou mais focado, enquanto o Bradesco, além do excessivo número de faltas já cometidas, ainda sentiu a ausência de um banco de reservas qualificado, assim permitindo a reação dos verdes, com o placar ficando em igualdade (6 a 6).

Prorrogação – Com o Bradesco mais desgastado fisicamente, o Banco da Amazônia partiu para cima e conseguiu, aos poucos, o vira-virou. A reação verde fez o time vermelho perder o controle emocional do jogo, com seus dois principais jogadores expulsos por indisciplina: Kléber (artilheiro) e Jonh Kennedy (fixo).

Sem forças para reagir, o Bradesco acabou amargando mais um vice-campeonato, com o placar da prorrogação apontando vitória elástica dos verdes por 5 a 0.

Análise – “Sem dúvida foi um título suado, conquistado com união, garra e um banco de reserva qualificado, analisa o ala Roberval, do Banco da Amazônia.
“Quero aproveitar para agradecer o Sindicato e a Federação Acreana de Futsal pela brilhante realização de mais uma competição, aproveito ainda para parabenizar o Bradesco Bosque pela grande campanha no torneio”, diz o capitão Charles, do Banco da Amazônia.

OS MELHORES – Craque: Kléber (Bradesco); Craque revelação: Márcio (Banco da Amazônia); Artilheiro: José Carlos, 13 gols, (BB Fronteira); Melhor goleiro: Tiago (Bradesco). (Assessoria)

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation