Rio Branco “leva dúvidas” para o vestiário da decisão

A goleada deu a tranqüilidade necessária para o Rio Branco FC trabalhar durante a semana, mesmo assim o técnico Tiago Nunes preferiu manter em segredo a escalação para domingo, no vestiário do estádio Arena da Floresta. As dúvidas estão no meio de campo e na lateral esquerda.
Testinha
“Temos o desfalque de Ivan, mas temos Esquerdinha ou Ananias para a posição, enquanto no meio temos Josy e Marco Antônio, mas isso só será definido no domingo”, disse Tiago. Porém o mais provável é que Marco Antônio saia na frente da disputa pela experiência que o jogador tem e que precisa para uma decisão.

E é essa mesma experiência que o Estrelão espera da maioria de seus jogadores, muitos deles com mais de cinco títulos, entre eles Juliano César, Ley, Ananias, Testinha, Ismael, entre outros. O volante Ismael, com seis títulos estaduais (3 acreanos, 2 amazonenses, 1 rondoniense), lembra que “os jogadores são rodados e tem a frieza para um momento decisivo como este”.

Até a quinta-feira, o Estrelão vem trabalhando em dois turnos, na manhã e a tarde, deixando para sexta-feira o apronto. Ontem, à tarde, antes de iniciar o treino no José de Melo, a comissão técnica se reuniu com os jogadores para falar sobre o momento que representa para cada um, além de analisar o adversário.

Testinha – O meia Testinha, que atuou apenas 20 minutos na primeira final, vem trabalhando a parte dos demais jogadores com o fisioterapeuta Lucas Cintra. “Em mais um ou dois dias dará para voltar a trabalhar com os demais”, ressaltou Testinha confiante. No treino de apronto, da sexta-feira, no José de Melo, o meia esperar pode atuar.

Artilharia – O artilheiro da competição com 14 gols, Juliano César (Rio Branco), tem praticamente garantido o seu 6º troféu como o maior goleador do Estadual Acreano. O único que o ameaça é Serginho (Nauás), que tem 8 no momento. Para se igualar a Juliano, o atacante do Juruá teria que bater o recorde de gols em um jogo profissional no Acre, que inclusive pertence a Juliano, quando marcou cinco vezes contra o Vasco da Gama.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation