Audiência pública discute atuação do Ministério Público do Acre

O Ministério Público do Acre realizou ontem (11) em Rio Branco uma audiência pública para colher subsídios para o Projeto de Planejamento e Gestão Estratégica do órgão, lançado no mês passado. A programação aconteceu de 8 às 12 horas, no auditório da Federação das Indústrias do Acre (Fieac).
Publica1206
Os trabalhos foram abertos pela procuradora-geral adjunta Patrícia Rêgo, que atua como coordenadora do Projeto de Planejamento e Gestão Estratégica. No seu discurso, ela frisou a importância de ouvir e dar voz à sociedade.

Participaram do evento representantes da sociedade civil, instituições públicas e privadas, igrejas e populares em geral, tanto da Capital, como das cidades vizinhas. Ao chegar ao local da audiência, o participante era cadastrado e expressava se queria ou não ter direito a palavra durante os debates.

O MP acreano é composto de 70 membros – 60 promotores e 10 procuradores de Justiça – e 362 servidores. Todos aqueles que atuam na Capital e nas proximidades foram convocados pelo procurador-geral de Justiça, Sammy Barbosa, para participar da audiência.

Ao contrário da população, os membros do MP não tiveram direito a voz. De acordo com Patrícia Rego, eles estavam lá apenas para ouvir. Na próxima semana, 14, a audiência pública será no Teatro dos Nauás, em Cruzeiro do Sul, nos mesmos moldes da realizada em Rio Branco.

Nos municípios não abrangidos pelas audiências públicas, equipes do MP estão colhendo depoimentos dos diversos setores da sociedade. Nos dias 14 e 15 de julho serão realizadas oficinas de alinhamento estratégico, oportunidade que serão condensadas todas as propostas colhidas junto à sociedade.

A última etapa deve ocorrer no mês de outubro, com previsão de lançamento do relatório final no dia 14 de dezembro, quando se comemora o Dia do Ministério Público.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation