Banda Los Porongas encerra Festival Chico Pop

Interatividade entre diversas expressões, entre elas, teatro, cinema, literatura, mas, principalmente, muita música. Assim foi construída a Semana Pop e o Festival Chico Pop, que encerrou na noite de domingo com a banda acreana Los Porongas. Um longo passeio pelas artes, fazendo uma união praticada por muito tempo pelo jornalista e ativista cultural Chico Pop. Realizados pelo coletivo de cultura P&iá, os eventos convergem ao interesse desse movimento, que é reunir pessoas, desde produtores culturais, artistas a jornalistas, interessadas em fazer, construírem juntos.

Esse ano, a terceira edição do Festival Chico Pop que ficou mais extensa com a Semana Pop, teve a apresentação da OI e Governo do Estado e o apoio cultural de vários outros parceiros. A celebração maior aconteceu no sábado e domingo, com os shows das bandas acreanas, que apresentaram seus trabalhos autorais, e de convidados especiais de outros lugares, a banda O Sonso, que nasceu em Fortaleza, e do ex-Secos e Molhados Gerson Conrad.  

Uma grande festa da arte acreana. Para quem participou do evento, o Festival Chico Pop teve seu crescimento reconhecido. “As outras edições não foram tão divulgadas e com tantas atrações quanto esta. Os investimentos e esforços foram maiores neste ano”, comenta Daniele Albuquerque, jornalista. “Eu destaco na programação, a diversidade de atividades, tanto na Semana Pop quanto no Festival Chico Pop”, completa. 

Entre os convidados, Gerson Conrad, que durante a atua-ção nos Secos e Molhados jamais veio ao Acre, se renovou no palco do Festival Chico Pop mostrando seu trabalho a um público, principalmente, jovem”. Acho interessante esses movimentos, considero positivos, porque infelizmente s caminhais atuais da música com o conceito do empresário artístico já não funciona, hoje as agências tem feito caminho com os artistas e esses movimentos possibilitam também uma relação direta entre artistas em fazer coisas novas, criando um circuito muito importante, afinal, isso que possibilitou eu conhecer o Acre, e estou muito feliz”, diz.  Sobre o evento, Gerson durante seu show registrou seus agradecimentos ao coletivo de cultura P&iá. “Fiz questão de agradecer no show a todos que trabalham nesse evento, foi realmente impecável a produção, a disciplina dos organizadores e o carinho com que todos nos trataram. É muito gratificante fazer parte dessa troca”, comenta. (Assessoria)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation