ECT: indefinição completa seis meses

Nesta segunda-feira, 28, a indefinição no concurso dos Correios completará seis meses, pois em 28 de dezembro a estatal publicou o edital de abertura do concurso, com oferta de 6.565 vagas imediatas, mas, até agora, não oficializou a escolha da Fundação Getúlio Vargas (FGV) como organizadora e nem marcou a data das provas.

A expectativa do diretor de Gestão de Pessoas e presidente da comissão organizadora do concurso dos Correios, Pedro Magalhães Bifano, é que as avaliações sejam marcadas para 60 dias após a confirmação da FGV como organizadora, provavelmente, em agosto.
Para carteiro e operador de triagem e transbordo, o processo seletivo contará com duas etapas, sendo uma de prova objetiva e a segunda, com testes físicos e exames de saúde. Os concorrentes terão três horas para realizarem 20 perguntas de Português, 20 de Matemática e dez de Informática. Será aprovado quem acertar, pelo menos, metade das questões por prova.

Os aprovados nas provas objetivas serão convocados, gradualmente, para a realização da segunda etapa, segundo necessidades dos Correios. Na parte física serão cobrados os exercícios de barra fixa (três para homens e suspensão por 10 segundos para mulheres) e corrida de 12 minutos (2.200 metros para homens e 1.800 para mulheres).

Quem estiver apto na parte física realizará, após duas horas do término, o teste de dinamometria (força muscular) em três aparelhos: manual, escapular e dorsal, com permissão para três tentativas em cada. Seguindo as orientações para cada aparelho, o candidato deverá executar o movimento, aplicando o máximo de força que conseguir, pois há índices mínimos para cada um deles.

Já para os níveis médio/técnico e superior, os exames exigirão 60 questões, com duração de três horas. Para arquiteto, analista de desenvolvimento de sistemas, engenheiro civil, engenheiro eletrônico, engenheiro eletricista e engenheiro mecânico haverá dez perguntas de Língua Portuguesa, dez de Inglês e 40 de Conhecimentos Específicos.

Os demais farão dez perguntas de Língua Portuguesa, dez de Informática e 40 de Conhecimentos Específicos. Cada uma das provas valerá 100 pontos e, para ser aprovado, o concorrente deverá obter, no mínimo, 50 em cada uma.  (Folha Dirigida)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation