Mulher se desespera ao ver casa sendo demolida por fiscais

Uma casa ainda em construção às margens do Igarapé Batista, no Bairro da Paz, foi demolida por fiscais da Prefeitura de Rio Branco, na manhã de ontem. A medida de cunho preventivo, por se tratar de área de risco, foi recebida com protesto pelos moradores da localidade.
Ariane-Maria
A construção era pertencente à desempregada Ariane Maria Taumaturgo, 23 anos. Casada e mãe de três filhos, ela contava com a ajuda dos vizinhos para reerguer a moradia que havia caído há cerca de quatro meses.

“A casa anterior caiu porque a estrutura era de madeira e estava velha, não tem nada a ver com o igarapé”, justifica. Bastante abalada com a demolição, ela suplica as autoridades locais que doem um lote de terra para que ela possa construir uma casa para viver com o marido e os filhos.

Atualmente, Ariane mora de favores na casa da mãe, onde divide um quartinho de 2×2 com toda a família. “Eles precisavam olhar de perto as precárias condições em que vivo para poder tomar uma decisão como essa”, observa.
Além da casa derrubada, diversas outras moradias estão situadas às margens do Igarapé Batista – já conhecido pela força de suas águas em tempo de cheia – mas não se tem informação se serão ou não alvo de ação semelhante.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation