Acreano é preso pela PF com seis quilos de cocaína em Recife/PE

Na tarde da última sexta-feira, 17, agentes da Polícia Federal da cidade de Recife, Pernambuco, prenderam em flagrante o acreano Ricardo Melo da Silva, 29 anos, o “Gordo”, sob acusação de tráfico de drogas.
PF-DROGA2006
Segundo informações, Gordo  foi preso em companhia do moto-taxista pernambucano Alexandro Aquino de Correia, 26 anos. A dupla estava sendo investigada por agentes da Delegacia de Repreensão a Entorpecentes (DRE) da Polícia Federal daquele Estado, a cerca de 20 dias.

A polícia descobriu que um Fiat Palio, placa HMC 3759 de Belo Horizonte/MG, estaria transportando pasta-base de cocaína procedente da cidade de Maceió, capital de Alagoas.

Através destas informações, foram montados bloqueios nos principais pontos de acesso da cidade de Recife. Numa dessas barreiras, o carro suspeito foi localizado nas proximidades da cidade de Quipapá, distante 190 km da capital pernambucana. 

Durante a abordagem, um dos suspeitos conseguiu fugir por um matagal e outros dois foram presos.

No carro, foram encontradas apenas quatro caixas de madeira, um aparelho de som e uma televisão velha.

Após uma vistoria minuciosa no veículo, realizada por peritos criminais, foi constatado que algumas tábuas estavam recheadas de pasta-base de cocaína, com peso bruto de aproximadamente 6 kg, quantidade suficiente para produzir 18 kg de crack ou 72 mil pedras. 

A dupla foi presa em flagrante e autuada por tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico, com agravante de estar cometendo o crime entre Estados da federação, o que prevê de 5 a 20 anos de reclusão.

 De acordo com a PF, a droga, oriunda da Bolívia, seria transformada em crack dentro de laboratórios clandestinos e depois distribuída nos principais pontos de tráfico da região metropolitana de Recife.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation