Mata homem atropelado e é morto pelo irmão da vítima

O caminhoneiro Sebastião Martins Petri, de 55 anos, foi morto a golpes de terçado após ter atropelado o pedreiro Antônio Jorge de Oliveira Ferreira, 39, em um acidente ocorrido no final da tarde de domingo, 13, na altura do km 52 da BR-364, sentido Rio Branco/Sena Madureira.

Mata-homem-atropelado
O acidente aconteceu quando o motorista desviou o seu caminhão de buracos na pista. 

O acusado de matar o caminhoneiro é Aquiles Oliveira Ferreira, 34 anos, irmão de Antônio Jorge.  

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Médico de Urgência e Emergência (Samu) passava pelo local no momento do atropelamento e ainda tentou evitar  que o motorista fosse assassinado. 

Os socorristas do Samu, Antônio Guilherme e Sônia Amélia, teriam saído do município de Sena Madureira em direção a Rio Branco, levando um paciente para o Pronto Socorro da Capital.

O caminhão colidiu contra a motocicleta, após o motorista perder o controle do veículo, ao desviar buracos. Antônio Jorge Ferreira ia de motocicleta em direção a Sena Madureira, onde trabalhava numa obra. 

Após cair em um barranco, o motorista do caminhão foi para a estrada para tentar socorrer a vítima, quando Aquiles Ferreira, irmão da vítima, armado de terçado, passou a golpear o motorista do caminhão. 

Os socorristas do Samu ainda tentaram evitar as agressões. Segundo informações de Antônio Guilherme, motorista do Samu, a vítima tentava se livrar dos golpes correndo em volta da viatura, enquanto ele e a enfermeira tentaram, segurar o homem armado.

“Eu nunca tinha visto nada tão horrível”, relatou. Ele e o paciente que transportavam viram quando Aquiles Ferreira puxou o terçado e começou a golpear o motorista do caminhão.     

 “Ele corria em volta da ambulância, pedindo socorro, mas pouco foi possível fazer”, narra Amélia. 

Segundo ela, depois que Petri estava no chão, o motorista da ambulância, Antônio Guilherme, ainda tentou colocar a vítima na viatura, mas o acusado não deixou.  

Guilherme então pediu ajuda a um motorista de uma picape que passava no local e conseguiu colocar a vítima na carroceria.  Aquiles Ferreira entrou na viatura do Samu e acompanhou o irmão na viagem com destino ao Pronto-Socorro de Rio Branco.

Como o motorista do caminhão estava gravemente ferido, assim que foi possível sinal de celular, o motorista da ambulância ligou para o Samu e pediu reforço urgente informando a gravidade dos feridos.

A viatura de suporte avançado foi enviada para interceptar as vítimas, o que ocorreu já nas proximidades da Vila Custódio Freire.

Quando os paramédicos subiram na carroceria da picape para atender o motorista do caminhão descobriram que a vítima estava morta.

Imediatamente, os paramédicos seguiram para atendimento à vítima de acidente de trânsito que estava na viatura do Samu de Sena Madureira. Também foi detectado pelo médico que Antônio Jorge estava morto.

Neste momento, o acusado de golpear o motorista do caminhão, que também estava na ambulância, aproveitou para descer da viatura e fugiu. 

Os corpos das vítimas foram levados para o Instituto Médico Legal (IML).

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation