Brasil não precisa de um “continuador”, diz Marina

Nem opositor nem continuador. Em sabatina promovida pela Folha e pelo UOL, a candidata do PV ao Planalto, Marina Silva, disse ontem que o país precisa de um sucessor do presidente Lula, que saiba reconhecer defeitos e qualidades de seu governo. Ela tentou se diferenciar de José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT), que estariam comprometidos com o ataque e a defesa incondicional da gestão petista. Em terceiro lugar na corrida presidencial, com 12% pelo Datafolha, a senadora negou ser mais condescendente com o tucano. E afagou o eleitorado lulista, dizendo ser capaz de sentir “a alma e o coração” do presidente. “As pessoas vão continuar votando num Silva, só que na Marina Silva”, brincou.  (Folha de S. Paulo)

Assuntos desta notícia

Join the Conversation