Humilhados e desamparados

Não consigo vislumbrar uma luz no fim do túnel.

A falta de respeito com os consumidores de energia elétrica no Acre é algo imperdoável.

A Eletrobrás nem se dá ao trabalho de avisar que irá interromper o fornecimento de energia para fazer os reparos necessários para a boa distribuição desse item tão essencial para a sociedade moderna.

Ontem mais uma vez ficamos sem energia em vários bairros da cidade. Na minha casa, no Jardim Europa, no bairro Esperança, a luz apagou às 7h30 e só voltou às 12h20. Quase 5 horas sem energia!

No Tucumã a luz apagou às 4h30  da madrugada e só voltou às 10h30 da manhã. Seis horas sem energia!

Nenhuma ligação conseguimos fazer para a Eletrobrás que estava com todos os ramais ocupados. Ligar para a Aneel também não dava. O número 167, da agência reguladora, não aceita chamadas de celular e no mundo de hoje os aparelhos de telefone convencionais só funcionam na energia.

É a treva!

Não sei mais o que fazer. Não sei para quem reclamar. A sensação que tenho é de que estamos sozinhos, desamparados, humilhados e desrespeitados por essa empresa e sua direção. Não estão nem aí para os consumidores acreanos. Quando a falha não é técnica é humana.

Infelizmente enquanto tivermos apenas uma empresa para fazer essa distribuição no Acre, teremos que suportar resignados, acabrunhados e humilhados todos os prejuízos que um apagão desses nos causa.

Já participei de reunião no Ministério das Minas e Energia em Brasília e relatei todas essas falhas. Falaram e falaram, tomaram nota, disseram que fariam investimentos, que melhorariam o atendimento, pediram perdão pelo péssimo serviço e o que vemos é que o desrespeito continua.

Enquanto não tivermos um choque de gestão nesta empresa, continuaremos sendo humilhados como se estivéssemos pedindo favores, como se não pagássemos por esse serviço. Como se pode pensar em uma Zona de Processamento e Exportação (ZPE), no Acre, com essa qualidade de fornecimento de energia? Impossível!

A energia no Acre é cara, é de péssima qualidade e sofremos com os apagões. Deve ser por causa deles, os apagões, que as contas de luz desse mês vieram com redução para uma boa parte da população.

O que mais incomoda é que não temos quem nos ajude, quem possa, com poder de decisão, intervir em favor desse povo que sofre calado e no escuro.

ElianeSinhasique
[email protected]

Assuntos desta notícia

Join the Conversation