Política local 20/07/2010

“Onde você anda, conversa, sente que Tião Viana terá uma votação estupenda ao governo”.

Deputado Hélder Paiva (PR).

Pesquisa do Ibope
O resultado da pesquisa do Ibope retrata a realidade do momento, que já era esperado: o senador Tião Viana (PT) e o ex-governador Jorge Viana (PT) estão em posições confortáveis para o Governo e Senado, respectivamente. E que Sérgio Petecão (PMN) esteja na frente de Edvaldo Magalhães (PCdoB) para a segunda vaga de senador também não é novidade alguma.

Tendência natural
A medida que a campanha começar para valer a tendência é a candidatura de Tião Bocalom (PSDB) subir dos 18% para a faixa natural da oposição de 30% a 40%, em todas as eleições.

Nada ameaçador
Mas, também nada que quebre nem de leve o favoritismo da candidatura do senador Tião Viana (PT) ao governo, que é mantida em bases muito sólidas em todos os municípios.

Serra na cabeça
E o fato de Serra (PSDB) estar liderando, no Acre, também não é algo novo, já que os votos da Frente Popular estão diluidos entre as candidaturas de Marina Silva (PV) e Dilma Rousseff (PT).

Dado da pesquisa
Um dado dessa pesquisa para segunda vaga de senador me foi passado ontem, por importante dirigente da FPA: “nós estamos ganhando bem no Juruá e perdendo no Vale do Acre”.

Estratégia montada
A estratégia, segundo ele, é trabalhar para que Sérgio Petecão não cresça no Juruá, e recuperar pelo menos parte da sua vantagem sobre Edvaldo Magalhães no Vale do Acre.

Julgamentos adiados
Os julgamentos no TRE sobre as impuganções de registros de candidaturas só devem começar no meado da próxima semana. Foi a previsão ontem à coluna do presidente Arquilau Melo.

Componente novo
Uma preminar levantada na sessão de ontem pelo juiz Marcelo Bassetto de que não só os candidatos, mas também os partidos devem ser citados das impugnações, será analisada.

Possibilidade aberta
Há, segundo Basseto, que se ter essa preocupação, já que se um candidato eleito vier ser cassado, os votos seriam nulos e isso mexeria na composição do partido desse candidato.

Decisão de hoje
 A tese do juiz Marcelo Basseto será julgada na sessão de hoje do TRE.

Guerra familiar
É braba a guerra em Sena Madureira entre os candidatos à Aleac Leuda Areal (PR) e Alan Areal (PSB). O ex-prefeito Nílson Areal tem ido aos bairros dizer que Alan não é candidato da família.

Nomes e nomes
Na grande maioria só tem tranqueira nas chapas dos partidos nanicos. Mas, existem nomes qualificados como o de Eber Machado, candidato a deputado estadual na aliança PTC-PSDC.

Tempo cruel
O ex-deputado federal Osmir Lima (PTB) lembrava ontem ser o tempo cruel: “procurei em todos os órgãos de imprensa e não ví uma menção à morte do ex-deputado Claudio Nobre”.

Família poderosa
Claudio Nobre foi eleito deputado estadual pelo PSD com os votos do Vale do Juruá, onde sua família era na ocasião das mais influentes, e proprietária de quase todos os seringais da região.

Bem longe
A FPA quer ver o prefeito de Acrelândia, Carlinhos César (PSB), bem longe do seu palanque enquanto não for descoberto quem mandou matar o ex-ve-reador Pinté, é o que se ouve.

Filme de suspense
Um depoimento explosivo feito em fevereiro na Corregedoria da Polícia Civil, contra a candidata Antonia Lucia lhe trará disabores na Justiça, admitia ontem o autor da denúncia.

Votação expressiva
O candidato a deputado federal Márcio Bittar (PSDB), admitem até os seus adversários, deverá ser o mais votado no município de Feijó, e bem votado no Jordão, Tarauacá e Cruzeiro do Sul.

Fora de sena
O deputado Gilberto Diniz (PTdoB) terá que buscar votos fora de Sena Madureira se quiser se reeleger. O município está lotado de candidatos regionais à Aleac, todos beliscando votos.

Roça invadida
Zenildo Vieira (PT), Leuda Areal (PR), Marleide  (PSDB), Zenil (PPS), Ronaldo Queirós (PT),  Tchê (PDT), Adamor (PCdoB), todos candidatos à Aleac, todos de Sena, vão colher votos na sua roça.

Comitê vermelho
A FPA inaugura hoje o seu comitê de campanha, no mesmo espaço, localizado atrás da Catedral, que vem sendo usado desde a campanha do prefeito Raimundo Angelim.

Bela festa

 Mesmo longe da fila do gargarejo do governador Binho Marques tenho que elogiá-lo e reconhecer que foi uma bela festa, a do arraial do “Arena da Floresta”. Não é facil organizar uma festividade com dezenas de quadrilhas juninas vindas de outros Estados com hospedagem, alimentação e todo um aparato de apoio estratégico. Saiu tudo perfeito. O resgate de tradições como as festas juninas, que andavam esquecidas, só merece incentivo.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation