Política nacional 10/07/2010

“Será a hegemonia total do agronegócio, o pior dos mundos…”

João Pedro Stédile, porralouca do MST, sobre a eventual vitória de José Serra (PSDB).

Problema de Alencar é cardíaco, não o câncer
O vice-presidente José Alencar está internado desde quarta-feira no Hospital Sírio Libanês em decorrência de problemas cardíacos, e não das sessões de quimioterapia do seu tratamento contra o câncer. É que parou de funcionar o “stent” implantado nele para restaurar o fluxo de sangue no coração, e os médicos evitam administrar em pacientes de sua idade o “contraste”, essencial ao exame de cateterismo.

Novo ‘stent’
Com remédios que substituem o cateterismo, os médicos esperam implantar uma novo “stent” no coração de José Alencar em dois dias.

Pergunta ao boi
Quando candidatos declaram à Justiça Eleitoral sua riqueza criando gado, eles incluí-ram também as vaquinhas de presépio que o cercam?

Turista acidental
O presidente Lula retorna neste sábado ao Brasil, após desistir de ficar para o jogo final da Copa do Mundo, Holanda e Espanha.

Turista imprevisto
A pergunta foi feita até por Lula, ao saber que o governador da Bahia andava em Joanesburgo: “O que Jaques Wagner faz na África do Sul?”

Lula se atrapalhou…
Durante o jantar oferecido ontem pelo presidente anfitrião Jacob Zuma, na África do Sul, assessores entregaram a Lula uma nominata para ele citar autoridades presentes. O problema é que Zuma tem trocentas mulheres e na última hora a que estava prevista foi substituída por outra. Lula não sabia e citou o nome original, que estava no papel. O intérprete se virou, evitando a saia justa. Tascou “madame first lady”.

Pergunta ao polvo
Se o Brasil estivesse na final da Copa, rendendo dividendos para a candidata Dilma, Lula estaria “cansado” para voltar da África?

Tucano nega…
O senador Marconi Perillo (PSDB) promete renunciar se provarem que recebeu R$ 2 milhões de propina de frigoríficos, no governo de Goiás.

…mas é investigado
Durante operação em empresas goianas, em 2004, a Polícia Federal teria descoberto registro do pagamento de propina a Marconi Perillo.

Consciências pesadas
Em outubro, Eliza Samudio denunciou à polícia do Rio seqüestro, tortura, cárcere privado, ameaça de morte etc. Ninguém fez nada. Só após a repercussão do caso é que pediram e decretaram a prisão dos bandidos, por esses crimes. Se tivessem agido antes, ela estaria viva.

Atchim!
De medo de doença ninguém morre no Senado: vai até março de 2011 o contrato de R$ 1,8 milhão para 25 serventes manterem livre de bactérias a área de atendimento à saúde de servidores e excelências.

Página virada
A derrota do Brasil nas quartas-de-final desanimou a turma do Blog do Planalto. A enquete pergunta “qual Seleção você gostaria que o Brasil enfrentasse numa eventual final da Copa do Mundo da África do Sul?”

MP retoma o caso…
O Ministério Público Federal em Rondônia recorreu da decisão da Justiça Federal que livrou o médico Hilton Pereira da Silva de indenizar em R$ 500 mil índios Karitiana, num caso de repercussão internacional.

…do sangue de índios
Em 2002, Hilton Pereira da Silva foi acusado, com uma assistente, de biopirataria de testes genéticos pela internet, sem autorização dos índios. Ele alegou “atendimento médido de urgência” à comunidade.

Caos aéreo
“Vergonha!” escreveu em seu twitter o senador Álvaro Dias  (PSDB-PR), após ficar retido uma hora dentro de um avião, sem  decolar de Con-gonhas (SP). A incompetência da Infraero não deixou.

O Brasil que faz
Com bolsa da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp) o professor Jó Ueyama, da USP em São Carlos, desenvolveu uma rede de sensores sem fio que alerta para inundação iminente e nível de poluição. Em pequenos postes, avisa moradores de áreas de risco.

De tirar o chapéu
Apucarana (PR) é, oficialmente, “a capital nacional do boné”, projeto do deputado Alex Canziani (PTB-PR), sancionado, terça, pelo vice-presidente José Alencar. É que fabrica 80% da produção do país.

Pensando bem…
…sabem a diferença de Bruno, do Flamengo, para Ronaldo, do Corinthians? O que não mata, engorda.

PODER SEM PUDOR

Plantando vassoura

Catarinense de Lages, Ary Souza Borges, já falecido, tinha presença de espírito e era fanático pela UDN. Em 1960, ele apoiou Jânio Quadros para presidente e Irineu Bornhausen, o “Velho Colono”, ao governo de Santa Catarina.
Usando uma vassoura como símbolo, Jânio derrotou o marechal Lott. Um amigo tentou gozar seu Ary pela derrota de Bornhausen:
– O que é feito do “Velho Colono”?
– Está lavrando um Lott, vai plantar vassoura – devolveu ele, na bucha.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation