Política nacional 16/07/2010

“Ela não anda com as próprias pernas”.

José Serra, candidato a presidente pelo PSDB, sobre sua adversária do PT.

Petistas cantam vitória já no primeiro turno
Os coordenadores da campanha de Dilma Rousseff (PT) estão eufóricos, apostando até mesmo em vitória já no primeiro turno. É que pesquisas internas, a serem confirmadas por levantamentos regulares, já a colocariam sete pontos percentuais à frente de José Serra (PSDB). As intenções de voto na petista cresceram na região Sul e em São Paulo e Minas Gerais, estados onde o tucano Serra sempre liderou.

Tá feia a coisa
A euforia petista coincide com o desânimo tucano: um ex-ministro de FHC prevê vitória de Dilma, em Minas, na proporção 2×1 votos.

Voto ‘Dilmasia’
O voto Dilmasia (Dilma para presidente e o tucano Antonio Anastasia para o governo) cresce em Minas, atestam os institutos de pesquisa.

Voto ‘Cewal’
A novidade na Bahia é o voto Cewal, para senador: Cesar Borges (PR), da chapa de Geddel, e Walter Pinheiro (PT), ligado a Jaques Wagner.

Sem segredo
O presidente do TSE, ministro Ricardo Lewandowski, revelou seu voto: vai votar em trânsito em Brasília. Tem domicílio eleitoral em São Paulo.

Amazonas
O apoio do ex-governador Eduardo Braga (PMDB) e do prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (DEM) catapultou a candidatura à reeleição do atual governador do Amazonas, Omar Aziz (PMN), que pulou de 8% para a liderança nas pesquisas. Seu principal adversário é o ex-ministro dos Transportes Alfredo Nascimento. Políticos locais prevêem que o Amazonas terá a campanha mais suja do país.

Herança
O vice-presidente do “Tucanafro”, movimento negro do PSDB de São Paulo, é Paulo Leite, antigo motorista do ex-governador Mário Covas.

Cuba libre
Já tem 51.527 assinaturas a petição pela libertação de todos os presos políticos: ozt_verify @firmasjamaylibertad.com. Será entregue no dia 23.

Tour da despedida
O ministro da Propaganda, Franklin Martins, embarca amanhã para um “intercâmbio de experiências” em Portugal e Espanha. A conta é nossa.

Cadeia neles
Índios que emporcalham a Esplanada dos Ministérios desde janeiro pedem R$ 563 mil ao governo para cumprir a ordem da Justiça de sair da área. Deveriam ser presos também por picaretagem explícita.

PR: mudança na Justiça
Estado mais crítico quanto à situação de presos em delegacias, o Paraná troca de secretário de Justiça. Assumirá o cargo José Moacir Favetti, ex-secretário de Segurança e antigo nº 2 da Polícia Federal.

Tião gasolina
Pré-candidato ao Governo do Acre, o senador e médico Tião Viana (PT) é doido por automóveis: declarou ao Tribunal Regional Eleitoral ter sete EcoSport e um carrão americano Chrysler, de R$ 175 mil. 

Projeto não passa
O Congresso não deve aprovar a alteração do tratado de Itaipu, e muito menos este ano, segundo o senador Edison Lobão (PMDB-MA), ex-ministro de Minas e Energia. O Paraguai quer mudar o tratado para triplicar as “compensações” (?), de US$ 120 para US$ 360 milhões.

Governo voador
O governador Sérgio Cabral, o vice Pezão, e Jorge Picciani, presidente da Assembléia Legislativa do Rio, terão que explicar à 15ª Vara da Fazenda Pública os vôos no helicóptero oficial, nos últimos três meses.

GDF na campanha
O governador do DF, Rogério Rosso (PMDB), exonerou 51 pessoas ligadas ao deputado Tadeu Filipelli, que seu partido indicou para vice de Agnelo Queiroz (PT), e abriu as portas do governo para adversários do Planalto filiados ao DEM e PSDB, ligados a Joaquim Roriz (PSB).

Por que não te calas?
A idiotice do dia foi dita ontem, na TV, por uma defensora cega da criminalização da palmada, dessas pessoas que não têm nem jamais terão filhos: “É muito tênue o limite entre palmada e espancamento…”

Dança das cadeiras
O secretário de Comunicação Social do PT, André Vargas, acha que o “empresário rico” de Marina Silva deveria ser o vice de José Serra, e o da “ecológica” Marina deveria ser o Índio (Índio da Costa, do DEM-RJ).

Polvo Paul é o cara
Bomba na web como “frase do dia”: “Você, que  sempre confundiu lulas e polvos, agora já sabe a diferença – Lula mente, Polvo diz a verdade”.

PODER SEM PUDOR

Tancredo e as namoradas

Tancredo Neves articulava apoio à sua candidatura presidencial, em agosto de 1983, e saía do seu escritório com Ulysses Guimarães para um encontro secreto na casa do importante político, na QL 8 do Lago Sul. Tancredo brincou com a curiosidade dos jornalistas:
– Arranjamos umas namoradas e vamos encontrá-las secretamente…
– Aonde? – perguntou uma repórter.
– Na QL 8 do Lago Sul, ora – respondeu, para espanto do dr. Ulysses.
Ninguém acreditou e eles seguiram para a reunião. Na QL 8 do Lago Sul.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation