Política nacional 22/07/2010

“Preocupado com o quê”.

Índio da Costa, vice de Serra, a ser indagado se está preocupado com a ação do PT.

Justiça obriga José Alencar a reconhecer filha
Ojuiz José Antônio de Oliveira Cordeiro decidiu que o vice-presidente e industrial José Alencar é mesmo o pai de uma professora de 56 anos, nascida em Caratinga (MG), e determinou que adote o sobrenome paterno e passe a se chamar Rosimary de Morais Gomes da Silva. O processo de investigação de paternidade se arrastou desde 2001 e foi doloroso, com alegações sobre a conduta moral da mãe da professora.

Manobra inútil
A defesa de José Alencar retratou a mãe de sua filha como prostituta, mas foi inútil. Após o nascimento, ela até se casou com outro homem.

Menino levado
José Alencar alegou que em 1954, quando Rosemary nasceu, ele teve apenas “namoro de menino”. O caso se deu antes do casamento dele.

DNA evitado
José Alencar recusou o exame de DNA ordenado pela Justiça, para protelar o caso. Sua atitude foi considerada confissão de paternidade.

Batom no casaco
Uma peça curiosa no processo de investigação de paternidade foi um casaco de José Alencar, guardado pela ex-amante, desde seu sumiço.

Violação de sigilo
Servidores veteranos afirmam que o esquema ilegal de violação do sigilo fiscal de adversários do governo teria sido montado após Jorge Rachid deixar a Secretaria da Receita Federal. Eles não acreditam que, ao menos sozinha, a analista Antonia Aparecida Rodrigues dos Santos Neves Silva, lotada em São Paulo, que está sob investigação, seja a única culpada da violação do sigilo do ex-ministro Eduardo Jorge.

Boi de piranha
Colegas acham que Antonia Neves Silva está sendo usada como “boi de piranha” para ocultar suposta arapongagem fiscal ilegal em Brasília.

Tem pra todo mundo
Além de políticos de oposição, empresários, jornalistas e até petistas não-aloprados se-riam alvos da violação criminosa de sigilo fiscal.

Tranqüilidade
A principal suspeita de violação do sigilo fiscal de Eduardo Jorge já foi afastada pela Receita Federal. Ela se diz “tranqüila”. Está em férias.

Quem está vivo…
Arapongas aloprados se parecem até no nome: antes de Antonia Aparecida Neves Silva aparecer como invasora do sigilo fiscal do ex-ministro Eduardo Jorge, o EJ, José Aparecido Pires foi o “bode” da Casa Civil, no dossiê com gastos do ex-presidente FHC e da mulher.
 
Passou e abriu
Pesquisa do instituto O&P Brasil revelou que, no Distrito Federal, Dilma Rousseff passou e já abriu 5,6 pontos percentuais de vantagem sobre José Serra (PSDB). O placar favorável à petista é de 31,9% x 26,6%.

Crescimento
A pesquisa O&P Brasil indica que Joaquim Roriz (PSC) tem 37% das intenções de voto, mas Agnelo Queiroz (PT) subiu para 31%. Em maio, a diferença entre eles era o dobro: 11,6 pontos percentuais.

Faroeste tropical
Promessa de “tiroteio” na Câmara: projeto de lei do deputado Tadeu Filipelli (PMDB-DF) garante porte de arma a fiscais do Detran uniformizados, pelo “risco de enfrentar criminosos durante as blitze”.

Empurra que ‘pega’
Agora é lei: estabelecimentos comerciais e de serviços terão que manter o código de defesa do consumidor à vista do freguês. Mas troco de R$ 0,01, que “sumiu” e “não existe mais”, a isso não são obrigados.

Coluna social
Festa na Argentina: 14 servidores da Presidência desembarcam por nossa conta lá na sexta (23), para a “Cúpula Social do Mercosul”. Quatro participam da “reunião da juventude” do bloco econômico.

Mês do desgosto
Promete ser ‘quente’ a volta do recesso na Assembléia paulista, em agosto: a Justiça permitiu à CPI da Bancoop acesso ao inquérito criminal, relatórios e transações bancárias da cooperativa, suspeita de desviar fundos para o PT. Cooperados entraram com mais 30 ações.

Honra ao mérito
Lula concedeu a Grã-Cruz de Rio Branco ao embaixador da república islâmica da Mauritânia, onde a expectativa de vida é de 64 anos, e a média de filhos, 5 – quando sobrevivem a mais um golpe de estado.

Pensando bem…
..foi só “sinal de fumaça” a mensagem de Indio sobre as Farc.

PODER SEM PUDOR

Esplanada das intrigas

Quando se falava na substituição de ministros do governo Lula, o então titular da Educação, Cristovam Buarque, escreveu e-mail para um amigo prestes a iniciar uma viagem de barco ao Caribe:
– Sinto inveja da sua aventura, mas não do perigo: nestes tempos de intrigas, é mais arriscado atravessar a Esplanada dos Ministérios…
A resposta a Cristovam só chegou depois do retorno do amigo ao Brasil:
– Eu sobrevivi, você perdeu…

Assuntos desta notícia


Join the Conversation