Sem medo

Com a aprovação e espera-se a instalação dentro dos prazos previstos da ZPE (Zona de Processamento e Exportação), este Estado dá um passo decisivo naquilo que se propõe de fazer o desenvolvimento sustentável.

Nada é sustentável sem industria-lização, agroindústria ou extrativismo em patamares modernos. Com a experiência acumulada, as pesquisas, as ciências já se sabe o que se pode ou não para fazer indústria, agricultura ou extrativismo de forma racional, sem agredir o meio ambiente. No caso do Acre, seu potencial mais rico, a floresta com toda sua biodiversidade.

Por isso mesmo, não se deve ter medo daquilo que venha a melhorar as condições de vida da população, como a geração de empregos e renda. Muito menos, deixar-se levar por modismos que insistem em fazer deste Estado e da Amazônia um santuário exótico.

Os problemas sociais estão aí e cada vez mais se agravando, como a criminalidade, o narcotráfico, os presídios lotados. Eles não serão resolvidos com bons conselhos, com romantismos ou com o empreguismo público. Muito menos com a miséria. Só uma economia ativa, capaz de gerar riquezas, empregos e renda, garantirá um futuro melhor.
 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation