Natal Xavier dispensa comissão técnica; novo técnico é mistério

Em reunião na sede do Rio Branco FC, no estádio José de Melo, o presidente Natal Xa-vier demitiu toda a comissão técnica e pela tarde iria nego-ciar a rescisão dos jogadores mais “onerosos” para o caixa do clube. O dirigente alegou problemas financeiros para permanecer com a comissão, bem como os atletas, inclusive o principal nome seria Valdir Papel, o mais caro entre todos.

Pela manhã, o dirigente cumpriu o que havia anunciado momentos após o empate para algumas televisões, a rescisão de toda a comissão técnica. Pela tarde Natal continuou os cortes com alguns jogadores. “Todo o planejamento furou e vou explicar para eles. A pergunta que faço é será que consigo pagar o mês que vem?”, disse o dirigente, sobre o principal motivo do corte. “Mas a sorte está nos ajudando e só vamos jogador no dia 8. Até a sexta-feira o novo treinador vai chegar e nesse intervalo fica o Vinícius fazendo a parte física pela manhã e tarde”, afirmou.

Sem adiantar qual o nome do novo técnico, o presidente do Rio Branco enfatizou que o empate contra o Fortaleza/CE não é algo anormal. “O novo técnico não terá o que inventar, pois não é mágico, por isso acredito que seja a mesma equipe que jogou no domingo”, avaliou.

“Volto a ressaltar que a dispensa dos jogadores não é por deficiência técnica, mas uma economia em torno de R$ 60 mil na folha salarial do Estrelão, entre jogadores e comissão técnica”, fez questão de enfatizar durante a entrevista Natal.

Tarcísio Pugliese fala sobre “planejamento quebrado”
O técnico Tarcísio Pugliese acabou, como ele mesmo afirmou, surpreendido com a decisão da diretoria do Rio Branco FC rescindir o contrato de toda a comissão técnica, principalmente pelo fato de que o empate contra o Fortaleza/CE ter sido uma “fatalidade do futebol”, pois as chances foram criadas durante o jogo no Arena.

“Enfrentamos uma equipe campeão Estadual em cima do Ceará (CE), que hoje briga pela liderança da série A e venceu o Vitória (BA) que participa também da série A. Então não foi nenhuma anormalidade o empate”, disse o técnico que, no entanto, aceitou a decisão do presidente Natal Xavier. “A questão que o Natal tocou foi na financeira do clube e que não teria condições de manter a comissão nesse valor e mais alguns jogadores”, explicou.

Indagado sobre se ficou chateado com a decisão, Puglie-se disse: “fiquei chateado porque vim para o Rio Branco com o pensamento de dar sequência de um planejamento que foi iniciado em outubro do ano passado”. O técnico afirmou que recebeu várias propostas, algumas melhores financeiras, mas acreditou no projeto acreano. “O que posso dizer é que o planejamento feito, agora não existe mais”, lamentou.

Para Pugliese, o Estrelão havia enfrentado as duas equipes que mais investiram no grupo A e os próximos contra Águia e São Raimundo, ambos no mesmo patamar salarial que a equipe acreana, seria a chance de conseguir a caminhada para a vaga da série B. “Tinha certeza absoluta nas nossas condições de reverter esse quadro e brigar pelo acesso”, concluiu.

Rio Branco passa em branco contra Fortaleza em casa
Jogando diante de mais de 5 mil expectadores no estádio Arena da Floresta, na noite do último domingo, o Rio Branco FC não passou de um empate sem gols contra o Fortaleza/CE, pela série C do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o representante acreano na última colocação do grupo A, devido o saldo negativo, mesmo favorecido pelo empate no confronto paraense entre Águia e São Raimundo, por 1 a 1.

Nenhum dos presentes no estádio pode reclamar da falta de disposição dos jogadores locais em tentar o resultado, apesar do melhor em campo ter sido justamente o estreante da noite na competição, o zagueiro Rafael. No ataque, os homens de frente desperdiçaram algumas oportunidades e em outras encontrou no goleiro (reserva, como gritava a torcida) Douglas, um verdadeiro paredão.

A situação, a partir de agora, só se complica para o Estrelão, principalmente pelo fato de que uma vitória iria dar uma tranqüilidade nas duas semanas de folga na tabela. O Rio Branco retorna apenas no dia 8 de agosto, no Arena da Floresta, enfrentando o São Raimundo. O mesmo São Raimundo enfrenta o Fortaleza em casa, no dia 28, enquanto Paysandu e Águia irão se encontrar no dia 1º de agosto.

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation