Arraial Cultural do Acre começa na segunda-feira com muitas atrações

Serão sete dias de evento com shows nacionais e regionais, e apresentação especial com os Bois Caprichoso e Garantido
Arraial
Uma das festas de maior expressividade do calendário artístico-cultural do Acre, o Arraial Cultural apresenta este ano o tema Amazônia de Todo o Brasil, reunindo apresentação de grupos regionais e nacionais durante sete dias de evento. A 12ª edição da festa começa nesta segunda-feira, 12, no estacionamento do Estádio Arena da Floresta que está sendo preparado pela equipe organizadora para receber um público ainda maior do que nos anos anteriores.

O evento é uma realização do Governo do Acre, através da Fundação de Cultura Elias Mansour com o apoio da Prefeitura de Rio Branco e Liga das Quadrilhas Juninas do Acre. E as novidades da programação deste ano são muitas. A começar pelos shows nacionais. Na quinta-feira tem show da paraibana Elba Ramalho.

Na sexta-feira, o grupo brasileiro Quinteto Violado interpreta uma homenagem à Luiz Gonzaga. E no sábado, os visitantes do Arraial Cultural poderão assistir às apresentações especiais com os Bois Caprichoso e Garantido.

As apresentações de quadrilha que sempre chamam a atenção do público também têm novidades. De segunda à sexta-feira, haverá o 12º Concurso Estadual de Quadrilhas e a novidade é que no sábado e Domingo, acontece a etapa nacional do concurso com a participação de quadrilhas de 10 estados brasileiros se apresentando no Arraial.

Será o sexto concurso nacional, realizado pela primeira vez no Acre. Segundo uma das Coordenadoras do evento, Karla Martins, da FEM, são esperados mais de 800 quadrilheiros de outras regiões do país no concurso.

Nos palcos Arena do Folguedos e Saudade dos Seringais, também haverá apresentações regionais, como o show de forró com a cantora Verônica Padrão e a banda acreana Pimenta de Cheiro, Banda Forró Pesado, Monteirinho e os Bagunceiros do Forró, Antônio Pedro e Banda Uirapuru, contação de causos com Zé Jarina, e outros.

Do Ceará se apresenta As Catirinas e a Dona Zefinha, e, do Rio de Janeiro, a apresentação especial com o cordelista e contador de histórias Edmilson Santini, que também ministrará a oficina “Contação, Recontação e Criação de Histórias de Cordel” nos dias 13 e 14 de julho, das 14 às 18 horas, na Casa de Leitura da Gameleira (os interessados devem fazer a inscrição no local da oficina).

Além de assistir à tudo isso, os visitantes do 12º Arraial Cultural poderão desfrutar do melhor da culinária regional. Neste ano, a área de alimentação foi ampliada: serão 12 barracas a mais que no ano passado. Só será permitida a venda de comidas típicas juninas e regionais. No total são 70 barracas de alimentação e 12 de produtos artesanais.

No Arraial haverá ainda a já tradicional Barraca das Tradições. Sempre a partir das 18h30 começam o Correio do Amor, Barraca do Beijo, Prendas e Adivinhações Juninas, Contação de Histórias, Cordel, Jogos e Brincadeiras tradicionais. Atores com Perna de Pau, Malabaristas e Personagens caracterizados ainda prometem animar todas as noites de festa.(Agência de Notícias)

Confira a programação completa: http://migre.me/VPCD

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation