Binho apresenta a Cidade Digital, sucesso na Expoacre

Espaço com escola, delegacia, praça, lan house, telecentro e residência mostra como funciona o programa Floresta Digital e o atendimento ao cidadão no Acre
Cidade_Digital
O governador Binho Marques realizou nesta terça-feira, 27, a apresentação oficial da Cidade Digital, espaço que contém equipamentos próprios de uma cidade (escola, lan house, delegacia, atendimento ao contribuinte, praça, residência) que explica como o programa Floresta Digital funciona e como o usuário deve proceder para ter acesso ao sinal de internet.

A Cidade Digital é uma das mais importantes novidades da Expoacre 2010, e vem recebendo diariamente dezenas de visitantes interessados em conhecer melhor o Floresta Digital e o Governo Eletrônico, pelo qual as pessoas acessam a documentos e informações, iniciam procedimentos junto às autoridades (elaboração on line de boletim de ocorrência policial, por exemplo) e navegam na internet. Acompanharam o governador, o secretário de Gestão Administrativa, Mâncio Cordeiro; a coordenadora-geral da Diretoria Central de Atendimento ao Público (OCA), Sídia Cordeiro; o presidente do Instituto de Defesa Agroflorestal do Acre (Idaf), Paulo Viana, gestores, consultores e técnicos ligados ao Floresta Digital.

O Floresta Digital é um programa para universalização do acesso à Informação concebido pelo Governo do Acre para implantar diversas aplicações em meio digital utilizando a tecnologia da informação e que está assegurando acesso livre e gratuito à Internet para os acreanos.

Ele contempla o planejamento e construção de uma rede estadual de banda larga que está sendo a base para comunicação de dados, voz e imagem. Permite aplicações de Governo Eletrônico nas áreas de saúde, educação e segurança pública. Preferencialmente, o Estado utiliza os softwares livres em suas plataformas.

A Cidade Digital é sucesso absoluto e vem tirando dúvidas dos usuários. Muitos não conseguem acessar ao sinal do Floresta Digital com a qualidade que há disponível para aquela região simplesmente pelo mal posicionamento da antena, segundo explicou o consultor Vinicius Almeida. Em Rio Branco, o Floresta Digital alcançou uma densidade pouco vista em cidades com projetos semelhantes.

São 153 pontos ativos e 80 pontos homologados, já configurados e em uso. O sistema utiliza alta tecnologia pré-WIMax de rádio Alvarium de 54 Mbit de velocidade e freqüência de 5.8. São quatro servidores de autenticação.

Desde seu lançamento em janeiro deste ano, o Floresta Digital conta, em Rio Branco, com 20.301 usuários cadastrados, sendo uma média de 3.030 acessos diários e 1,3 mil que navegam simultanteamente com consumo de 30 megabytes por segundo.

De acordo com estimativas do secretário Mâncio Cordeiro, o Floresta Digital pode proporcionar, entre outros fatores, economia mensal de R$ 1 milhão no custo de comunicação do Estado. Na capital, o Floresta Digital expande seu sinal através de seis torres repetidoras.

Nos demais municípios, há uma torre de grande porte em cada cidade. O enlace entre as repetidoras usa tecnologia pré-WIMax Motorola que pode chegar a 300 Mbits/s.

No stand do programa na Cidade Digital, já foram atendidas cerca de 250 pessoas. No sábado, abertura da Expoacre, foram 50 atendimentos; no segundo dia, 57 e, no terceiro, 125. O número cresce a medida que as pessoas vão conhecendo melhor o parque.  

Nesse stand, a pergunta mais freqüente é: “como eu posso ter acesso ao Floresta Digital?”. Quatro consultores públicos e privados respondem a essa questão, demonstrando na prática como o usuário alcança o sinal livre e gratuito. São demonstrados os tipos de antenas que o usuário pode comprar, como deve ser feita a instalação e todos os procedimentos para se ter um sinal de qualidade. “Rio Branco é hoje uma cidade digital. O Floresta Digital já chegou a Xapuri e hoje está em Brasiléia”, informou o governador.

Um dos equipamentos em implantação é a Delegacia On Line. Até esta terça-feira, ainda sem grande divulgação, o sistema havia recebido e encaminhado várias ocorrências. Até agora, as mais freqüentes são extravio de documentos e desaparecimento de pessoas. Além desses dois procedimentos, a Delegacia On Line recebe outras queixas. Para fazer denúncia e acessar aos serviços o usuário deve recorrer ao site www.delegaciaonline.ac.gov.br.

Comunidade Digital: a tecnologia da informação com inclusão e oportunidade para todos
Comunidade Digital integra-se ao Floresta Digital em um projeto que hoje é  capaz de oferecer à população inclusão digital e social através dos serviços oferecidos pelos telecentros. Os telecentros do Comunidade Digital são centros comunitários que oferecem acesso à Internet para a comunidade, que pode também se beneficiar de cursos, oficinas e atividades de inclusão digital e social.

O Acre, de acordo com Yana Gonçalves, coordenadora pedagógica do Comunidade Digital,  é o único Estado com telecentros em todos os seus municípios e também é o primeiro estado a desenvolver um projeto de inclusão da magnitude do Floresta Digital.

A meta do Governo é levar o Floresta Digital a 100 comunidades isoladas. Em 2010, pelo menos 50 comunidades-polo, que servem de referência para vilarejos menores, contarão com o sinal de internet.

Além disso, segundo anunciou o governador, avalia-se a possibilidade de levar sinal de custo menor às lan house do Acre. O stand da lan house da Cidade Digital é altamente freqüentado especialmente pelos mais jovens. O espaço é mantido com apoio da Federação Acreana de Futebol Digital.

Praças e espaços públicos com sinal livre e gratuito
Em Rio Branco são 20 os espaços públicos que contam com sinal de internet. São praças, parques e outros equipamentos que permitem ao usuário navegar com seu computador portátil sem precisar de qualquer outro equipamento. Apenas para citar um exemplo, o Parque da Maternidade conta com sinal livre e gratuito em todos os seus seis quilômetros de extensão. 

Na Cidade Digital da Expoacre, o coreto simboliza a praça pública. A dona de casa Francisca Espíndola e sua filha, Ester, de apenas um ano, estiveram no local. Francisca percorreu a Cidade Digital conhecendo como funciona o programa. 

Totens de multiserviços: suporte para OCA e conforto para o cidadão
O governador apresentou também protótipos dos 50 totens do Governo Único que em breve começam a ser instalados em órgãos públicos e locais de grande concentração de pessoas.

Conectado ao programa Floresta Digital, o totem fornece serviços inerentes à Diretoria Organização de Centrais de Atendimento (OCA) e de  governo, como emissão de certidão negativa de débito fazendário e contracheque do servidor público do Estado. 

O totem possui telefone pelo qual o usuário poderá tirar dúvidas sobre o terminal e suas funções. Conta ainda com scanner, sistemas de leitura de cartão magnético e impressora. A oferta de serviços vai aumentando a medida que a tecnologia vai sendo absorvida pelo cidadão. 

A OCA é um organismo que unifica serviços públicos em um só lugar em parceria com os Correios, Instituto de Identificação da Secretaria de Segurança Pública, Banco Popular, Tribunal Regional Eleitoral, Tribunal de Justiça e prefeituras. Com as unidades da OCA (já existem duas, sendo uma em Rio Branco e outra em Xapuri) a população não vai mais enfrentar várias filas para solicitar diferentes tipos de serviço.

Em um único atendimento, o cidadão poderá solicitar documentos como carteira de identidade, carteira de trabalho, CPF, certidões de nascimento, casamento ou óbito, além de serviços prestados por instituições dos governos federal, estadual e municipal. “Com o totens, o cidadão acessa a uma infinidade de serviços”, disse o secretário de Gestão  Administrativa, Mâncio Cordeiro. “Na OCA, o usuário não apenas tem o atendimento presencial como através da internet”, completou Sídia Cordeiro.

Escola Modelo sempre lotada
A Cidade Digital conta com a Escola Modelo, um dos locais mais freqüentados do espaço. Reproduz o laboratório de informática das escolas públicas e trazem como demonstração modelos dos netbooks que serão distribuídos a 9.000 alunos do terceiro ano do ensino médio.  

São mais de 500 laboratórios nas unidades de ensino do Acre, os quais em breve estarão sendo abertos ao uso da comunidade nos finais de semana.

Os netbooks usam a plataforma Linux, software livre, para navegação, contendo pacote de 20 gigas de conteúdo: TV Escola, 2.000 obras literárias, todas as disciplinas aplicadas pelos mestres. “O maior acesso são de alunos da rede pública”, informou Rarismar Bezerra, do Núcleo de Tecnologia da Educação (NTE) órgão responsável pela Escola Modelo, referindo-se ao fluxo de visitantes na unidade.

A Escola Modelo desenvolveu um blog (www.nteacnacidadedigital.blogspot.com ) onde são publicadas imagens e notícias do projeto.

Um dos freqüentadores da Escola Modelo é o professor José Nascimento, da Escola Raimundo Gomes, no bairro do Tucumã, em Rio Branco.

José levou o filho, Gênesis Paulo, de 7 anos, alunos da segunda série do ensino fundamental na  Raimundo Gomes, para conhecer a EM.

“Gosto mais de jogar mesmo”, disse Gênesis, brincando de futebol on line.

José Nascimento deixou a seguinte mensagem no blog da Escola Modelo: “Brilhante… Gostei muito da ideia do NTE de manter esta Escola Digital na Expoacre”.

Na moradia para baixa renda, o Floresta Digital no lar
O protótipo da casa do programa habitacional do Acre mostra, na Cidade Digital, como o usuário pode acessar ao Floresta Digital a partir de sua residência. O programa busca fundamentalmente a inclusão digital, permitir aos mais pobres o acesso à rede mundial de computadores sem custo algum.

Basta o computador e  investimento único de R$150 na aquisição do modelo mais simples de antena e a conexão é imediata se os procedimentos forem aqueles informados pelo programa. 

O funcionário público Arão Andrade, sua esposa Elisandra, que trabalha como secretária, e a sobrinha Débora, de cinco anos, foram conhecer o projeto. “É legal, estou achando interessante”, disse Arão, que fez várias fotos da família nos diferentes pontos da Cidade Digital.  

O TELEFONE 0800605800 tira as dúvidas dos usuários sobre o funcionamento do programa Floresta Digital e presta todas as informações para que se possa captar com qualidade o sinal de internet. Para outros contatos, acessar ao site http://www.florestadigital.acre.gov.br. (Agência Acre)

Cidade_Digital_2

Cidade_Digital_3

Cidade_Digital_4

Cidade_Digital_5

Cidade_Digital_6

Cidade_Digital_7

Cidade_Digital_8 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation