Cruzeiro do Sul tem deflação maior que Rio Branco na cesta básica

Os consumidores de Cruzeiro do Sul sentiram diferença maior que os rio-branquenses na hora de pagar a conta do supermercado em junho. A deflação registrada naquela cidade foi maior do que em Rio Branco. Enquanto que a queda de junho para maio nos custos foi de quase 9% em Cruzeiro do Sul, na Capital essa variação foi de ínfima 0,23%. Mesmo assim, o custo de vida dos moradores em Rio Branco ainda é menor que o do Juruá.

Os dados fazem parte da pesquisa mensal Cesta Básica do Departamento de Estudos e Pesquisas Aplicadas à Gestão, da Secretaria de Planejamento. O preço da cesta básica alimentar (composta por 14 itens) em Rio Branco somou R$ 167,14 no mês de junho. Em maio foi de R$ 167,52. Já em Cruzeiro do Sul a cesta custou R$ 187,04, ante os R$ 205,50 do mês anterior.

No primeiro semestre de 2010 os gastos com alimentação em Cruzeiro do Sul registrou uma queda acumulada de 10,35%. Rio Branco teve trajetória inversa no período, com alta de 8,63%. Mês passado completou um ano desde que a Secretaria de Planejamento passou a analisar o mercado cruzeirense. Antes a pesquisa estava restrita a Rio Branco.

Nesse ínterim, a cesta básica alimentar em Cruzeiro do Sul registrou uma variação para baixo de 12,03%. Mais uma vez Rio Branco teve tendência contrária, e apresentou alta acumulada de 13,14% no período. O principal item a diminuir as despesas dos consumidores do Juruá foi o tomate, com queda de quase 30% de um mês para o outro.    

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation