Expoacre das Artes

A parceria entre o Sebrae a SETUL proporcionará aos visitantes da Expoacre, a Terceira Feira Estadual do Artesanato que estará vendendo artigos de decoração e utilitários, além de acessórios masculinos e femininos para todos os gostos e bolsos.
Artesanato
Mais de 160 artesãos acreanos estarão representados nos 50 estandes da Feira Estadual do Artesanato que acontece durante toda a Expoacre oferecendo o que há de melhor em biojóias, objetos de decoração e utilitários produzidos com matérias primas das florestas dos vales do Acdre, Tarauacá/Envira e Juruá.

A feira organizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) acontece graças à parceria com o governo do Estado e prefeituras da capital e interior, sendo hoje o maior evento de venda de trabalhos manuais no Acre.

”A feira tem como objetivo principal divulgar e comercializar os trabalhos produzidos pelos artesãos acreanos que além de agregar valor às matérias primas da floresta geram emprego e renda para milhares de pessoas em todo o Estado.

Neste ano contaremos com 50 estandes onde estarão sendo comercializados os produtos de mais de 160 artesãos na Expoacre que é o maior evento de lazer e negócios do Acre!” Afirmou Aldemar Maciel gestor do projeto de fortalecimento do artesanato acreano pelo Sebrae em concordância com a gestora do projeto artesanato da SETUL, Vanessa Cristina.

Lembrando uma grande oca circular indígena, totalmente coberta em palha de ubim tendo ao centro três outros espaços para a exposição de produtos, a Feira Estadual do Artesanato firma-se como um evento de valorização das peças feitas à mão por artesãos urbanos, bem como índios e seringueiros que trabalham pela preservação da arte, cultura e conhecimentos tradicionais tipicamente acreanos.

A madeira transformada em esculturas, quadros e outros objetos decorativos conquista cada vez mais consumidores a exemplo do que já fazem as biojóias produzidas a partir de sementes e fibras da floresta para embelezar ainda mais as mulheres no Acre, no Brasil e até fora do país.

Dos mais de 160 artesãos que terão seus trabalhos comercializados durante a feira, 41 vêm dos municípios prometendo muitas novidades em peças que expressam desde a vida quotidiana dos povos da floresta, até seu universo lendário com rituais e tradições distintos. (Ascom Sebrae)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation