MPU: inscrições abertas para analista e técnico. 2º e 3º graus

Encontram-se abertas as inscrições do concurso para o Ministério Público da União (MPU). Nesta quarta, dia 7, o órgão divulgou uma retificação do edital alterando a distribuição de algumas vagas pelos estados, o que resultou também na ampliação da oferta de 593 para 594 vagas (mais cadastro) no quadro técnico-administrativo. Além disso, ocorreram mudanças em relação ao programa de algumas funções da carreira de analista.

As inscrições prosseguem até 30 deste mês, no site do Cespe/UnB (organizador) e em postos com computadores, no mesmo período, mas nos dias úteis.

Um dos destaques é o cargo de técnico administrativo, que exige apenas o nível médio completo e proporciona remuneração de R$4.583,09, incluindo R$590 de auxílio-alimentação. O cadastro possibilitará a convocação de mais aprovados, durante a validade da seleção, de um ano, prorrogável por igual período.

Projeto em fim de tramitação no Congresso cria 6.804 vagas na área técnico-administrativa do MPU, e quando virar lei, algumas dessas oportunidades, dependendo de orçamento, poderão ser preenchidas pelos integrantes do cadastro resultante deste concurso.

As remunerações são de R$3.993,09 para os níveis médio e médio/técnico e de R$6.551,52 para superior (analista), incluindo a Gratificação de Atividade do MPU (Gampu).

 Os servidores recebem também auxílio-alimentação, de R$590, e, assim, os ganhos passam a R$4.583,09 e R$7.141,52. Há ainda R$237,50 de auxílio pré-escolar ou creche, para filhos de até 6 anos, plano de saúde (titular e dependentes) e vale-transporte. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

Os candidatos deverão acessar o site do Cespe/UnB, preencher o cadastro e imprimir a Guia de Recolhimento da União (GRU), para pagamento da taxa de R$50 (técnico) ou de R$60 (analista) em qualquer estabelecimento bancário, até 10 de agosto.

Os pedidos de isenção poderão ser feitos durante todo o prazo de inscrição, por integrantes do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) com renda familiar mensal de até três salários mínimos nacionais (valor correspondente a R$1.530) ou renda familiar mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$255).

No ato da inscrição, o candidato deverá indicar três localidades de preferência de atuação dentro do estado ao qual concorre, exceto no caso do Distrito Federal. Haverá provas objetivas e discursivas, exceto para técnico de apoio especializado/segurança e especializado/transporte, que terão testes de aptidão física e provas prática e objetiva.

Os analistas farão as avaliações  no dia 11 de setembro (sábado). Os demais concorrentes realizarão todas as avaliações no domingo, 12 de setembro.(Folha Dirigida)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation