Rio Branco sediará assembléia nacional de maçons

Após uma semana de reunião em Belém (PA), os 27 Grão-Mestres das Grandes Lojas Maçônicas de todos os Estados do Brasil aprovaram, por unanimidade, a realização da XLI Assembleia Geral Ordinária da Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil (CMSB) na cidade de Rio Branco.
O evento, que reúne cerca de 1.500 dirigentes maçônicos de todo o Brasil, além de representações de cerca de 40 países na América Latina, Europa e Estados Unidos, será realizado na primeira semana de julho de 2012 e inaugura em grande estilo a vocação de Rio Branco para a atração de convenções de grande porte.

Segundo o Grão-Mestre Pedro Luís Longo, dois fatores foram decisivos para a escolha da Capital acreana. Um deles foi a presença do prefeito Raimundo Angelim.

Angelim acompanhou a comitiva acreana formada por 30 pessoas e, num pronun-ciamento incisivo sobre as condições de Rio Branco sediar a assembléia, sensibilizou todos os presentes.

Outro fator importante para a escolha, segundo Pedro Longo, é o respeito nacional que a Maçonaria Acreana conquistou em razão das eficientes gestões dos ex-Grão-Mestres Vanderlei Freitas Valente e Luiz Saraiva Correia.

Para Longo, a realização da assembléia em Rio Branco será uma oportunidade ímpar para toda a cadeia do setor turístico local, pois há grande representatividade social da Maçonaria. “Um evento deste porte pode desencadear a atração de grandes convenções e o desenvolvimento de segmentos como restaurantes, rede hoteleira, artesanato e serviços em geral”, disse.

Em seu pronunciamento, o prefeito Raimundo Angelim destacou que para os grandes estados, a LXI Assembleia da CMSB, apesar de toda sua importância, seria apenas mais um evento, “enquanto que para Rio Branco e o Acre como um todo, o evento é uma oportunidade especial para que os congressistas conheçam a já notória hospitalidade do povo acreano”.

No tradicional encontro, os maçons e suas famílias se reúnem para debater temas como ética na política, desenvolvimento econômico e social, defesa da Amazônia, projetos de articulação e logística nacional, meio ambiente, desenvolvimento dos valores da família, tudo sobre a ótica dos postulados centenários da liberdade, igualdade e fraternidade.

A elaboração do projeto acreano se iniciou em janeiro de 2010, e contou com a participação de todas as Lojas jurisdicionadas, além da contribuição de especialistas como o empresário George Pinheiro.

O encontro de Belém teve o patrocínio da prefeitura de Belém e apoio do Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas e Ministério Público daquele Estado, além da Infraero e de inúmeras empresas privadas. (Ascom PMRB)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation