Agente é preso ao tentar entrar com droga no presídio

A investigação estava sendo realizada há seis meses pelo serviço de inteligência da DRE (Delegacia de Repressão a Entorpecentes), sob o comando do Delegado Adriano Carrasco.
Agente22

Segundo informações da polícia, há  três meses o agente penitenciário Magno Silvano Ferreira Muniz, 28 anos, estava sendo monitorado por um grupo de agentes.

Na manhã desta quarta-feira, 21, depois de receber informações de que o agente Magno Silvano aproveitaria o dia de visita íntima dos detentos para entrar com a droga, a Polícia Civil montou campana e efetuou a prisão em flagrante do agente penitenciário.

A operação teve início às quatro horas da manhã desta quarta-feira e culminou com a prisão do suspeito com 250 g de maconha.

No momento da abordagem, Magno Silvano, protegido pelos colegas agentes penitenciários, ainda tentou fugir para o interior da instituição e jogou o pacote com a droga por cima do muro. O policial que fazia a guarda em uma das guaritas avistou quando Magno jogou o pacote com a droga e o exato lugar onde ela caiu, sendo encontrada em seguida pelos policiais civis, que o conduziram até a DRE, acompanhado do Diretor da penitenciária Diniz Leandro Pícolo.

Segundo o delegado Adriano Carrasco, nem mesmo o diretor da penal sabia sobre a investigação.

“Era uma investigação sigilosa e ninguém além de mim e os meus agentes sabia do que se tratava”, declarou o delegado.

Durante a abordagem houve a resistência por parte do agente Magno Silvano, que foi protegido pelos colegas.

“Pelo fato dos agentes penitenciários não saberem sobre a operação, eles tentaram proteger o colega e chegaram a agredir um policial civil, mas logo a situação foi contornada e pudemos efetuar a prisão e a apreensão da droga”, explicou Adriano Carrasco.

De acordo com o delegado titular da DRE, as investigações vão continuar e existe a possibilidade de serem realizadas mais prisões, tendo em vista que outros nomes estão sendo investigados.

Magno Silvano Ferreira Muniz, 28 anos, foi preso em flagrante  e enquadrado nos artigos 33 (agravado) -tráfico de drogas, 35 – associação ao trafico, além de desobediência, resistência e desacato.
 Agente

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation