Angelim recebe IBGE para responder Censo 2010

Considerado a maior pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o Censo 2010 começará em todo o país a partir do próximo domingo, 1º de agosto. No Acre, o primeiro entrevistado será o prefeito da Capital, Raimundo Angelim. Ele abrirá as portas de sua casa, no bairro do Bosque, ainda no domingo, para receber os recenseadores do instituto.

Com um custo de mais de R$ 1 milhão no Acre, o instituto pretende visitar todos os domicílios dos 22 municípios. “Onde tiver um acreano nós iremos”, diz Marco Fabio Esteves, chefe do escritório regional do IBGE. A escolha de Angelim como o primeiro entrevistado é uma estratégia de conscientização para que a população também possa receber os recenseadores.

Em todo o Estado, mais de 600 destes profissionais vão atuar até meados de novembro no Censo 2010. Com a campanha “O Censo 2010 vai bater na sua porta”, o instituto pretende ouvir mais de 58 milhões de residências em todo Brasil. Por conta das dificuldades da região amazônica, o IBGE montou estratégia especial para chegar aos locais mais longínquos.

Os profissionais andarão devidamente identificados com coletes e crachás do IBGE. Caso restem dúvidas, o entrevistado pode consultar o instituto para saber se realmente quem pretende realizar a pesquisa está cadastrado. A consulta pode ser feita pelo 0800 721-8181 ou pelo site www.censo2010.ibge.gov.br.

Mesmo abrindo as portas de sua casa, a relação de Angelim com o IBGE já não foi a das melhores bem recentemente. Por conta da última recontagem populacional, Rio Branco acabou por ficar com número menor de habitantes, o que reduz o repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios). O FPM é a principal fonte de sobrevivência da máquina municipal. 

Segundo o último levantamento, de 2009, a capital tem 305 mil habitantes. Em 2000, ano do último censo, Rio Branco tinha 253 mil habitantes.

 

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation