Candidato Alan Areal esclarece que irmã jamais usou projeto para fins políticos

O candidato a deputado estadual Alan Areal (PSB) esclareceu ontem que a irmã, Emily Areal, jamais fez uso do seu (dela) cargo enquanto coordenadora do projeto educacional Poronga, para promover qualquer tipo de propaganda política/eleitoreira para ele ou qualquer outro candidato, conforme consta em denúncia anônima divulgada na edição de ontem (terça-feira, 27), na coluna política desta A GAZETA.

Segundo Alan Areal, a denúncia é completamente improcedente, haja vista que a irmã nunca ameaçou contratados provisórios, nunca fez ninguém pedir voto para nenhum político ou marcou ‘reuniões de planejamento’ sobre qualquer outro tema que não fosse relacionado à realização das metas educacionais do Projeto Poronga.

“Como minha irmã, ela apóia a minha candidatura, mas jamais, em momento algum, se fez valer da função para manifestar tal apoio. Inclusive, há uma grande preocupação dela em me ajudar seguindo sempre os caminhos lícitos da Lei, diferenciando ela como pessoa, daquela que está à frente do projeto (de caráter público)”, elucidou Alan.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation