Comitê de combate à corrupção e compra de votos será reativado

O Comitê pela Cidadania, Combate à Corrupção e Compra de Votos – que exerceu importante papel fiscalizador no pleito eleitoral de 2008 – será reativado nestas eleições. A promessa é de José Bibiano de Queiroz, 59 anos, 35 deles dedicados às causas sociais.

Como um dos idealizadores do projeto, ele conclama a sociedade a ficar de olho nos políticos que têm se mantido no poder comprando voto. “Eles cobram o voto do eleitor e depois viram as costas para ele durante os quatro anos de mandato”, alerta.

Para Bibiano, a compra de votos no Acre é algo real. Ele cita como exemplo a última eleição, quando apenas um dos colaboradores do Comitê recebeu 109 denúncias de corrupção eleitoral. “Infelizmente, por uma série de motivos que não podemos explicar a maioria das denúncias não foram confirmadas”, diz.

Segundo Bibiano, o trabalho, por enquanto está sendo realizado na base do boca a boca, mas a expectativa é que ganhe força durante a campanha eleitoral. Com uma estrutura melhor, Bibiano acredita que a sociedade vai participar mais ativamente.

Vinte colaboradores já foram cadastrados para atuar em defesa da cidadania e contra a corrupção eleitoral. São pessoas que estiveram envolvidas no trabalho realizado em 2008 e querem colaborar novamente.

De acordo com Bibiano, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) também é um parceiro importante. Ele destaca o importante incentivo prestado na pessoa do desembargador Arquilau de Castro Melo, que atualmente assume a presidência.

O trabalho do comitê consiste no esclarecimento da população acerca das formas de corrupção eleitoral. Isso é feito através de palestras e folder explicativos, repassando ao eleitor as informações necessárias para que ele leve o caso ao conhecimento das autoridades responsáveis pela fiscalização do pleito eleitoral.

 

Assuntos desta notícia

Join the Conversation