Executiva da FPA anuncia Maria do Carmo (PT) para a segunda suplência ao Senado

A Executiva da Frente Popular (FPA) anunciou, no início da noite de ontem, que a professora Maria do Carmo Ferreira da Cunha, 56 anos, será candidata à segunda suplência de senador na chapa de Edvaldo Magalhães, em substituição ao ex-vereador Carlos Beyrute, do PTB.

O anúncio foi feito no escritório de campanha do candidato ao governo, Tião Viana, por Edvaldo Magalhães e pelo ex-governador Jorge Viana, que também disputa uma das vagas de senador pela FPA. A executiva da coligação elogiou o PTB pelo desprendimento de não mais disputar o cargo após a ex-governadora Iolanda Lima declinar do convite.   

“Agora o time está mais do que completo”, disse Jorge Via-na. “Eu ganhei um presente. Com o Dr. Julinho, o primeiro suplente, e a Maria do Carmo, concluo que sai ganhando muito com esta composição”, acrescentou Magalhães.

Maria do Carmo Ferreira da Cunha é professora aposentada pela Universidade Federal do Acre (Ufac). Na gestão do reitor Jonas Filho, foi pró-reitora de extensão e coordenadora do Parque Zoobotânico da Ufac. Seu último cargo foi o de coor-denadora do Cras (Centro de Referência e Atendimento ao Cidadão) da Prefeitura de Rio Branco na chamada Baixada do Sol, no primeiro mandato do prefeito Raimundo Angelim.

A professora, conhecida como “Do Carmo”, vem a ser mãe do vereador por Rio Branco Gabriel Forneck, do PT. Também é mãe do estudante de Direito, Rodrigo Forneck, de 25 anos. Ex-mulher do sociólogo Anselmo Forneck, que é candidato a deputado estadual pelo PV, Do Carmo vive seu segundo casamento com o pesquisador cubano Alejandro Fonseca, professor-doutor da Ufac.

Politicamente, Do Carmo sempre se definiu como uma militante das causas sociais e ambiental. “Confesso que fiquei surpresa com o convite, mas, quando a gente se filia a um partido como o PT, tem que se preparar, sempre, para as missões que nos são atribuídas”, disse. “Aceitei o convite como uma tarefa a mais do partido, porque, depois que me aposentei, na verdade eu só me dedico a duas coisas: à minha família e ao PT”, disse.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation