O animal mais perigoso da terra

Nenhum animal, na Terra, é tão perigoso, astucioso e ardil quanto o “bicho Mulher”. Capaz de ler o pensamento do homem, mesmo quando ele está quieto e calado, elaborar vinganças sem agredir, sem espancar, sem levantar a mão contra o alvo de sua cólera.

Apesar do homem ser um instrumento de fácil compreensão para elas, o inverso não é correspondido. Filósofos, estudiosos, cientistas já tentaram analisar suas mentes apenas para descobrir o insondável, o insolúvel. Mal sabiam eles, os pesquisadores, que antes mesmo de iniciar o projeto analítico, estavam fadados ao fracasso.

Segundo letra da música de Erasmo Carlos, “dizem que a mulher é sexo frágil, mas que mentira absurda”. E completa, “na escola em que você foi ensinada jamais tirei um 10”.

Eu que vivo diariamente com uma, há 17 anos, sei que seu horário começa bem antes, quando ainda tentamos acordar, elas já providenciam que nossas heranças em Terra, os filhos, estejam prontos e ativos para mais um dia de estudos, isso mesmo antes de se arrumar e começar a segunda jornada de trabalho, esta fora de casa, numa complementação do orçamento.

Enquanto a maioria dos homens chega, pronto para beber sua cerveja, assistir sua televisão ou ler um livro, a mulher chega com a obrigação a sua terceira jornada, quando os filhos e os maridos querem sua parcela de atenção, cada um tentando ser mais birrento que o outro, buscando ser o centro dos carinhos e os benefícios que elas proporcionam.

Suas mentes, quando ativas, conseguem assimilar e dar respostas instantâneas quando em emergências. Sua tolerância a dor é infinitamente maior que a do homem, apesar de afirmar ser o sexo frágil.

 Costumo afirmar que tenho o dobro da força da minha “rainha”, porém nunca suportei mais que alguns minutos com qualquer dos meus filhos nos braços, enquanto ela conseguia ficar a noite inteira com eles, cuidando com zelo, próprio das mães, enquanto estavam febris, acamados.

 Capazes de se superar e defendendo seu território para o bem da “matilha”.

A sociedade é dominada pelos homens, mas tenho ciência de que é algum plano ardil delas, pois foram milênios de insensatez de nossa parte e elas não querem dominar, agora que são capazes, enquanto não tiverem certeza que irão fazer bonito, que irão salvar o que levamos tanto tempo para depredar. Se preparem homens, se organizem, pois nossos dias como “senhoril” desta sociedade estão contados.

E afirmo isso com convicção, pois tenho duas mulheres dentro de minha casa, minha esposa e minha filha, que pensam em dominar o mundo, iniciando do nosso lar.

Ramiro Marcelo é jornalista.
[email protected]

Assuntos desta notícia


Join the Conversation