Brasil respeitado!

O Brasil já não é mais o mesmo.

Nem os brasileiros.

Pelo menos na ótica dos países europeus, o Brasil e os brasileiros estão sendo vistos com bons olhos.

Sentimos a diferença ao chegar aos aeroportos.

Os atendentes da alfândega já estão nos tratando com o nosso carinho e com o nosso bom humor.

Arriscam até falar em portu-guês, brincam com a gente e nem pedem mais o endereço que vamos ficar na Europa.

Também pudera!

São tantos os brasileiros fazendo turismo que às vezes pensamos que  estamos no Brasil tamanha a quantidade de pessoas falando em português.

Os franceses e os suíços se esforçam para falar nossa língua ou em espanhol para nos atender.

Também demonstram interesse em nos ensinar o francês. Aí vira uma festa!

Falam do Lula presidente como se falava do Rei Pelé do futebol.

Demonstram interesse por nossa cultura e por nosso dinheiro.

Brasileiros não são mais visto como imigrantes em busca de oportunidades de trabalho nesses países.

Brasileiros agora são vistos como turistas endinheirados dispostos a gastar.

São vistos como pessoas bem de vida que gostam de passear e conhecer novos lugares sem a intenção de ficar no país e fazer parte de uma massa de mão-de-obra desqualificada.

O Brasil mudou. O Brasil agora é respeitado lá fora. Não é mais visto como o terceiro mundo.

Encontramos pessoas de todas as partes do Brasil, de todas as idades, que estão fazendo pela primeira, segunda vez uma viagem internacional.
A valorização do real com relação ao dólar e ao euro tem possibilitado aos brasileiros fazerem essas viagens.

O mercado de turismo aumentou sua oferta de pacotes promocionais de viagens que possibilitam famílias inteiras embarcarem para o exterior.
Os aviões estão lotados, indo ou voltando.

Nossa economia está aquecida e isso está transcendendo. É um fato que não podemos jamais ignorar.

A vida melhorou para muitos brasileiros nos últimos anos e isso pode ser sentido quando se viaja, quando se chega ou sai do país.

Internamente o turismo também está super aquecido e podemos dizer que está mais barato comprar roupas na Europa do que no Brasil.

Na alimentação, nossos preços são semelhantes aos preços europeus e o Brasil já não está sendo uma rota de turismo internacional acessível para muitos que vivem na Europa.

Deixamos de ser terceiro mundo.

O Brasil e os brasileiros agora são respeitados.

Eliane Sinhasique é jornalista, radialista e publicitária
[email protected]

Assuntos desta notícia


Join the Conversation