Senhora de 64 anos é agredida após resistir a estupro

A idosa de 64 anos, Maria Alber de Andrade Souza deficiente mental, moradora da travessa da Glória, bairro da Glória, foi agredida com 3 coronhadas de um revólver  porque resistiu a um estupro.
Idosa
A tentativa aconteceu dentro da casa da idosa que mora sozinha, ela disse que estava na rua, mas os vizinhos afirmam que a agressão aconteceu dentro da residência da idosa.

O acusado de tentar estuprar e agredir a vitima é conhecido apenas pela alcunha de cascatinha.

De acordo com populares ele saiu da penitenciária Francisco de Oliveira Conde há pouco tempo e está aterrorizando o bairro.

A idosa foi atendida pelos socorristas do SAMU e encaminhada para a UPA do 2º Distrito. Ela deverá passar por exames para constatar se houve ou não a conjunção carnal.

A maior preocupação dos vizinhos é no retorno da idosa, que mora só. Eles temem que o meliante volte a atacar na calada da noite.

Idosa_2

Idosa_3

Idosa_4

Idosa_5

Idosa_6

 

Assuntos desta notícia


Join the Conversation